Importando e instalando as aplicações para os usuários através do AppV Server (PT-BR)

Importando e instalando as aplicações para os usuários através do AppV Server (PT-BR)



Introdução


Depois do sequenciamento das aplicações através do Application Virtualization Sequencer, é possível importá-los para o AppV Server e gerenciá-los através do Application Virtualization Management Console.

Procedimento

Passo 1


Para isso, abra o Application Virtualization Management Console em Start>Administrative Tools. Antes de começar a importar as aplicações, é possível criar grupos de aplicação para melhor organização. No exemplo da figura 1 foram criados 3 grupos: Office Apps, Line of Bussines Apps e Finance Apps. Clique com o botão direito no grupo que a aplicação deve ser importada e clique em Import Applications, conforme também exibido na figura 1 .

 
Figura 1 – Importação da Aplicação

Passo 2


Especifique o caminho da pasta criada pelo Sequencer e escolha o arquivo com a extensão SPRJ. A tela conforme a figura 2 será exibida. Verifique o nome, a versão, os dados de compartilhamento e acesso da aplicação. Além disso é possível atribuí-la a um grupo de servidores ou de licença do App-V. Após as configurações, clique em Next.


Figura 2 – Dados do Pacote

Passo 3


Em Published Shortcuts, escolha os locais para que o atalho da aplicação seja criado.

  
 Figura 3 – Atalhos

Passo 4


Em File Associations verifique e, se preciso, adicione ou altere as associações dos arquivos. Caso o usuário tenha algum dessas extensões na máquina com a aplicação virtual, o programa será automaticamente executado ao abrir qualquer uma delas. Clique em Next logo a seguir.

  
 Figura 4 – Associações de Arquivo

Passo 5


Na próxima tela é preciso adicionar o grupo de usuários que poderá receber a aplicação através do App-V. Todos usuários que estiverem neste grupo receberão a aplicação durante o logon ou dependendo do tempo de atualização do cliente, que por padrão é de uma hora.

Portanto o gerenciamento de atribuição às aplicações podem serem feitas através do Active Directory, sem que os responsáveis precisem acessar o App-V Server. Adicione os grupos e clique em Next e depois em Finish.

OBS: Caso seja especificado um grupo diferente ao da instalação do App-V Server, adicione-o à policy “Default Policy” em Provider Policies, no Application Virtualization Management Console.

  
 Figura 5 – Permissão de acesso

Passo 6


Todos os computadores que necessitarem usar alguma aplicação do App-V precisarão ter instalado o Application Virtualization Client e o mesmo configurado para receber pacotes do App-V Server. Para instalação e mais informações sobre o Client, acesse http://technet.microsoft.com/en-us/library/cc817162.aspx.

Para verificar se o cliente está instalado e configurado corretamente, abra o Painel de Controle, clique em Administrative Tools e depois em Application Virtualization Client. Clique em Publishing Servers e verifique se a conexão com o AppV Server existe e está configurada, conforme exemplo da figura 6.

  
 Figura 6 – Configuração do AppV Client

Passo 7


No próximo logon do usuário os atalhos às aplicações serão exibidos de acordo com a configuração durante a importação.

No exemplo da figura 7 existem 3 aplicações: Microsoft Office Excel Viewer, Microsoft Word Viewer 97 e Microsoft Word Viewer 2003. Não é possível executar o Word Viewer 97 e 2003 na mesma máquina, mas como os dois estão sendo virtualizados na “bolha” criada pelo App-V não existem problemas de compatibilidade, já que os arquivos, registros, serviços e componentes são independentes entre eles.

  
 Figura 7 – Configurações Avançadas

Leandro Carvalho
MCSA+S+M | MCSE+S | MCTS | MCITP | MCBMSS | MCT | MVP Virtual Machine
MSVirtualization | Wordpress | Winsec.org | LinhadeCodigo | MVP Profile
Twitter: LeandroEduardo

Sort by: Published Date | Most Recent | Most Useful
Comments
Page 1 of 1 (1 items)