none
[Arquitetura] Alta-Disponibilidade RRS feed

  • Pergunta

  • Pessoal,

    Estou numa situação onde preciso implementar uma solução híbrida entre Linux e Windows.
    Vou descrever o cenário atual(1), o problema(2), a necessidade(3), a minha idéia(4) e minhas dúvidas(5):

    (1) Cenário Atual
    Um servidor W2K3 Standard rodando AD e WTS com 30 licenças. Este servidor serve UM aplicativo (legado) desenvolvido em FOXPRO, ou seja, utiliza tabelas PARADOX (acesso via diretório). Os acessos são geograficamente dispersos - 7 pontos - porém estão todos interligados por uma VPN com Gateway Linux.

    (2) O Problema
    Se no nó onde encontra-se o servidor W2K3 tem-se uma queda de energia ou perda de link, toda a empresa pára.

    (3) Necessidade
    Preciso ter alta disponibilidade nesta aplicação.

    (4) Minha idéia
    Como necessito de alta disponibilidade numa aplicação baseada em "diretório" - o que importa é o up-to-time do arquivo DBF - implementaria em um nó um AD com DFS, e em outro nó um AD Adicional onde seria replicado o namespace, bem como o acesso WTS. Como já tenho todos os nós se enxergando via VPN, as máquinas clientes estando com seus DNS primário apontando para o server1 (DC) e o secundário para o server2 (DC Adicional), ao chamarem contoso.local iriam localizar o server1, este não estando disponível, o server2 responderia.
    Obs: Seria utilizado W2K3SP2 Enterprise R2 nos dois nós.

    (5) Minhas dúvidas
    a - O DFS me daria essa segurança de sincronismo?
    b - Por ser acesso via WTS eu teria algum problema?
    c - Seria automático este "chaveamento" de servidores?


    Desculpem se fui muito longo, ou mesmo ignorante em algum conceito, mas preciso de ajuda.
    Caso alguem queira conversar via msn (anckerdj at hotmail dot com) fique a vontade.

    []'s
    marcelo
    terça-feira, 15 de abril de 2008 20:24

Respostas

Todas as Respostas

  • Pelo que entendi do seu problema temos duas questões importantes e distintas:
    1) Redundância dos servidores WTS.
    2) Replicação dos diretórios/arquivos entre os servidores WTS.

    Para solucionar o primeiro problema podemos realizar uma configuração do WTS através de load balance, onde será criado um "servidor virtual" responsável por receber e distribuir as requisições dos clientes entre os WTS disponíveis. Para que essa estratégia funcione é necesário que o DNS não esteja nas mesmas máquinas de WTS e organizado de forma a garantir a sua redundância também.
    Não é necessário que os clientes acessem os servidores de arquivos configurados com DFS.

    Sendo assim teríamos:
    A) Dois servidores de arquivos (pode ser os mesmos servidores de WTS) configurados com replicação pelo DFS
    B) Dois servidores de WTS configurados em load balance (o terceiro é virual para receber as requisições)
    C) Pelo menos dois servidores de DNS (também configurados com o propósito de alta disponibilidade)

    Como ficaria nas máquinas:

    Clientes -> consultam por nome no dns o servidor WTS no dns (devidamente replicado) -> o DNS retornará o IP virual do pool de WTS -> cliente conecta no ip virtual e é redirecionado automaticamente para uma das maquinas WTS.

    Com isso podemos perder os seguintes que nosso ambiente ainda ficará operacional:
    A) Podemos perder um DNS
    B) Podemos perder um WTS
    C) Podemos perder um File Server (Caso os arquivos esteram em servidores que não sejam os próprios WTS)


    Infelizmente não posso dar maiores detalhes sobre  processo de configuração em cluster do WTS e do DNS, mas já vi vários artigos no technet que explicam essa configuração.

    Espero ter ajudado.

    Até mais.

    quarta-feira, 16 de abril de 2008 14:01
  • Guilherme,

    Primeiramente quero agradecer-lhe pela atenção e dizer que sua resposta foi até mais completa pois a "redundância" automática do WTS eu não havia pensado. Consegui entender perfeitamente a sua solução e vou tentar implementá-la.

    Na minha tentativa de fazer um modelo do cenário criei duas máquinas virtuais e em ambas instalei o W2K3ESP2R2 (Windows Server 2003 Enterprise SP2 R2).

    srv-001.contoso.local
    IP: 192.168.2.253
    DNS1: 127.0.0.1
    DNS2: 192.168.3.253

    srv-002.contoso.local
    IP: 192.168.3.253
    DNS1: 127.0.0.1
    DNS2: 192.168.2.253

    Obs.: criei rotas estáticas nos servidores para eles se enxergarem.

    srv-001: DC do domínio contoso.local (DC)
    srv-002: DC Adicional do domínio contoso.local (DCA)

    Preciso ter AD instalado pois os usuários serão restritos por OU e GPO.

    Agora estou "bringando" para conseguir fazer com que o DFS/replicação funcione!
    Criei uma pasta teste na raiz dos 2 servidores e a compartilhei.
    Fui no srv-001 e criei via Distributed File System o namespace contoso.local/public seguindo o tutorial encontrado em http://www.juliobattisti.com.br/artigos/windows/dfs.asp mas não está funcionando. Não consigo nem escrever na pasta mesmo sendo Administrador acessando via \\contoso.local\public\teste. No srv-001(DC) visualizo a pasta enquanto no srv-002(DCA) não consigo nem ve-la.

    Pergunto:
    1) A replicação só acontece se o acesso for via \\contoso.local\public\teste ou ao gravar uma arquivo em c:\teste\ será replicado também no outro servidor?
    2) Qual a diferença em usar o Distributed File System ou o DFS Management para criar o namespace e o modelo de replicação (mesh)? Eles não têm o mesmo propósito final?
    3) Será que o problema de acesso está sendo causado pelo Active Directory?

    Obrigado.

    quinta-feira, 17 de abril de 2008 17:33
  • Boa noite,

     Como não tivemos movimentações no Tópico a mais de 6 meses, estou finalizando o mesmo.

     Qualquer dúvida abrir outro tópico, um abraço.

     Att,

    Luiz Henrique Lima Campos
    Microsoft MVP,MCT,MCC,MCDST,MCSA,MCSA+M,MCTS e MCITP
    Moderador no Microsoft Community e TechNet Forums e Membro do TechNet Wiki Community Council
    Visite o meu blog: http://luizhenriquelima.wordpress.com
    Me siga no twitter: @luizlima
    **Ajude a melhorar o sistema de busca do fórum.Marque a(s) resposta(s) que foram úteis**

    quarta-feira, 23 de julho de 2014 17:40
    Moderador