none
Utilização de instancias RRS feed

  • Pergunta

  • Pessoal

    Tenho um servidor com Windows 2003 64 e SQL 2005 64 bits, e com 8 GB de RAM. Sendo que uma das bases de maior utilização quero deixar reservado 4 GB de mem. e os outros 3 para as demais bases de dados ( que sao bases pequenas de pouca utilização) e 1 GB restantes para sistema operacional.

    Outro motivo é a base de maior utilização trabalha com BINARY ORDER e as demais como CASE SENTITIVE.

    Até entao para isso eu tenho instalado o SQL SERVER em duas instancias, acredito que desta forma fica mais fácil administrar, alguem ve alguma coisa contra ou ve uma outra solução ?

     

    valeu, Obrigado!

     

    Alessandro Kiffer - arkiffer@hotmail.com 

    segunda-feira, 16 de junho de 2008 14:58

Todas as Respostas

  • Alessandro,

     

    Você deseja reservar uma quantidade de memória para a utilização exclusiva de um banco de dados?

    segunda-feira, 16 de junho de 2008 16:39
    Moderador
  • Sim,  hj separando em duas instancias ao meu ver facilita na administração. Nao sei se perco na performace degradando o servidor.

    segunda-feira, 16 de junho de 2008 17:10
  • Alessandro,

     

    Em relação a performance do servidor, você deverá levar em consideração se este servidor possui outros funcionalidades, como por exemplo, servidor de aplicativos, arquivos, etc...

     

    Quanto mais funcionalidades e serviços estiverem disponíveis mais memória será necessária.

     

    Agora reservar uma porção de memória para utilização especifica de um banco de dados, o que você poderá fazer é configurar a memória por instância e não por banco.

     

    segunda-feira, 16 de junho de 2008 17:17
    Moderador
  • Junior

    O servidor é exclusivo de b. de dados, por isso hj a mem. é dividida em 3 partes 1 para o banco maior na instancia A, e a instancia B para as demais bases e o restante para sistema operacional.  Assim eu consigo gerenciar de forma mais eficás os bancos e S.O.

     

    A minha dúvida é a seguinte:

    Se eu continuar usando dividida em duas instancias a performace da utilização das bases vai ser igual, melhor ou pior se eu tivesse em uma única instancia ? 

    Ou seja dividir em duas instancias pesaria o servidor ?

    sao 2 processadores xeon quad de 3 GHZ.

    segunda-feira, 16 de junho de 2008 17:28
  • Alessandro,

     

    Como você estará trabalhando em instâncias separados utilizandos todo processo de troca de informações entre a aplicação, o banco de dados e o SQL Server, a tendência é que ocorra sim um pequeno aumento de performance, como também um ganho em produtividade e flexibilidade entre as instâncias.

     

    segunda-feira, 16 de junho de 2008 18:27
    Moderador
  • Obrigado a todos.

     

    segunda-feira, 16 de junho de 2008 19:37
  • Se a única diferença fosse a Collation, então você poderia manter os  dois bancos na mesma instância, mas tendo em vista que alocações de memória ocorrem em nível de servidor (Server Securable) não há alternativa senão colocar mais de uma instância e fazer as alocações de memória devidas.
     
    Uma das maiores preocupações em relação a instâncias é a correta  configuração de recursos. Servidores de banco de dados são grandes utilizadores de recursos e é preciso planejar essa alocação parar que você não acaba em uma situação pior do que se trabalhasse com uma instância.
     
    As delimitações de memória já estão definidas, mas verifique também se há discos dedicados para cada instância e se há necessidade de separar um conjunto de processadores para cada instância (inicialmente isso não é preciso).
     
    Outra questão a ser observada refere-se às tarefas de administração. Se você possui duas instâncias você terá que configurar pelo menos dois planos de manutenção, duas rotinas de backups, duas documentações, etc.
    Claro que isso não influencia no desempenho, mas lembre-se de trabalhar essas questões para que não seja surpreendido na hora que precisar de um backup.
     
    Sobre o desempenho, quanto mais instâncias houver mais comprometido ele fica (instâncias tem seus serviços próprios, suas áreas de memória próprias, binários, executáveis, etc). O segredo é delimitar bem os recursos para que você consiga ter um desempenho melhor. No caso da memória, lembre-se de especificar a memória mínima e máxima para cada
    instância. Assim elas não competem entre si.
    segunda-feira, 16 de junho de 2008 19:47