none
O SCOM Atende esses requisitos? RRS feed

  • Pergunta

  • Prezados,
                    gostaria de saber se o SCOM Atende a todos os requisitos abaixo, se alguem por favor conseguir me enviar algum Link com a descrição e mais detalhes. Agradeço.

    Segue:


    •    Deve ser capaz de monitorar os seguintes sistemas operacionais : Windows 2003, Linux.
    •    Deve ser capaz de monitoramento baseada em WMI, CLI e SNMP;
    •    Deve ser capaz de monitoramento de pelo menos 250 nós;
    •    A ferramenta deverá permitir o monitoramento de diversos tipos de dispositivos como WAN-Ativos, servidores, aplicações;
    •    Na parte de WAN e Roteadores deverá permitir:
    o    Monitoramento Cisco IPSLA;
    o    Provê visibilidade real-time da performance da WAN;
    o    Monitorar a disponibilidade de Links;
    o    Alertar quando houver degradação dos links;
    •    Gerar relatórios estatísticos de interfaces WAN com as informações:
    o    Disponibilidade;
    o    Tráfego e Utilização;
    o    Tempo de respostas;
    o    Erros e descartes;
    •    Na parte de Servidores e Sistema Operacional deverá permitir:
    o    Monitorar a utilização de CPU, Memória e Disco;
    o    Monitorar serviços como HTTP, SMTP, IMAP, FTP, DNS, LDAP, HTTPS;
    o    Monitorar parâmetros críticos em servidores de mercado;
    o    Monitorar parâmetros de servidores VMware ESX;
    o    Monitor Serviços básicos da plataforma Windows;
    o    Identificar degradações nos tempos de resposta dos servidores;
    o    Monitorar URLs;
    o    Monitoramento de Eventlog;
    o    Identificar servidores com pouca área em disco;
    o    Monitorar o Active Directory;
    o    Monitorar o MS-SQL;
    •    Permitir drill down nas informações apresentadas nos gráficos;
    •    Permitir uma combinação de métricas e thresholds para os diferentes recursos;
    •    Facilidade de configurar alertas inteligentes e thresholds que permitam granularizar os problemas e enviar estes alertas quando os limites estabelecidos forem atingidos ;
    •    Possibilidade de gerar tickets e integrar-se com ferramentas de Service Desk;
    •    Enviar alertas via e-mail e SMS quando ocorrerem problemas;
    •    Permitir configuração de alarmes através da console e a execução de ações para um número pré-determinado de ocorrências de determinado evento (Por exemplo: nos últimos 3 pollings a utilização de CPU estava superior a 90%);
    •    Monitorar, analisar e mostrar na console o desempenho do servidor e das aplicações;
    •    Permitir o gerenciamento das placas de redes dos servidores;
    •    Permitir descoberta automática de unidades de servidores, impressoras, roteadores, firewall, wireless, aplicações (FTP, DNS, http) para monitoramento;
    •    Monitorar o status dos dispositivos, sistemas e aplicativos;
    •    A partir do alerta gerado, disponibilizar em uma única visão do valor inicial do atributo que disparou a regra, e o estado corrente do atributo.
    •    Visualização das informações em um portal baseado em Web.
    •    Armazenar informações históricas de atributos selecionados com freqüências de sumarização (horária, diária, semanal, mensal, anual).
    •    A licença do Banco de Dados para armazenamento dos dados históricos deve acompanhar a solução.
    •    Visualização de dados de performance históricos através de uma interface comum, permitindo que os dados sejam visualizados em gráficos e tabelas.
    •    Dados de várias origens devem ser visualizados de forma integrada.
    •    Criação de usuários com estabelecimento de perfis de acesso.
    •    Permitir a criação de visões conforme a necessidade do negócio.
    •    Permitir a configuração lógica de componentes na área de navegação agrupando os recursos, resultando na visualização do aplicativo em relação a infra-estrutura. As telas lógicas podem consistir de localização geográficas, aplicativos de negócios, departamentos, etc, afim de organizar manualmente a organização, exemplo: Departamento de Compras / Servidores X Y Z ; APLICATIVOS / ORACLE, permitindo flexibilidade ao usuário na configuração do ambiente e ajuste flexível do que o usuário quer visualizar e como quer visualizar para permitir que o usuário ajuste o produto com o formato da empresa.
    •    Permitir a descoberta de dispositivos baseados em IP.
    •    Os dados devem ser armazenados em um banco de dados relacional padrão e poderão ser acessados usando as ferramentas do banco de dados padrão, incluindo geradores de relatórios e ferramentas de dump.
    •    A solução deverá descobrir e monitorar portas a partir das informações disponíveis sobre o MIB II do SNMP com relação às portas físicas e lógicas. A solução deve monitorar essas portas com base nos traps SNMP.
    •    A solução deve permitir a criação de dispositivos com as respectivas importações das MIBs dos equipamentos novos.
    •    A solução deve permitir o gerenciamento de impressoras de rede.
    •    Software de Gerenciamento do mesmo fabricante do hardware com licença de uso inclusa para um período de tempo no mínimo igual ou superior, ao exigido neste item, este software deverá contemplar as seguintes características:
    o    Capacidade de fazer inventário tanto de hardware quando de software existente na rede de forma manual ou automática;
    o    Monitoração do status dos componentes de hardware dos servidores, tais como fonte, ventiladores, interface de rede, dentre outros, indicando qual destes esta com problema;
    o    Envio de alertas para uma única pessoa ou um grupo destas no caso de um problema de sistema;
    o    Gerenciar os processos de tarefas que funcionam no ambiente, alertando-o se qualquer processo monitorado começa, para ou não começa;
    o    Gerenciar os recursos da máquina, definindo pontos iniciais e verificando se qualquer sistema dado está sobrecarregado ou não capaz de prosseguir com a demanda da carga de trabalho;
    o    Gerenciamento remoto de uma determinada máquina, como se estivesse localmente na mesma;
    o    Atualização automática, definido perfis para as atualizações, comparando as atualizações baixadas e gerando relatórios;
    o    Alterar configurações em massa pela rede, facilitando o trabalho de suporte sem ter que fisicamente visitar cada sistema;
    o    Gerenciamento de dispositivos via SNMP, enviando e recebendo alertas obtendo com isso informações mais detalhadas destes dispositivos;
    •    Garantia total de fábrica de no mínimo 24 (vinte e quatro) meses on site regime 24x7 com atendimento em até 4 horas e solução em até 6 horas.
    sexta-feira, 17 de abril de 2009 15:23

Respostas

  • Fala cara, tudo bem?

    Respondendo as suas perguntas:

     

        Deve ser capaz de monitorar os seguintes sistemas operacionais : Windows 2003, Linux.

    Sim, na versão R2 nativamente, mas tome cuidado com MONITORAR LINUX, veja as distros que ele suporta.

     

        Deve ser capaz de monitoramento baseada em WMI, CLI e SNMP;

    SIM.

     

        Deve ser capaz de monitoramento de pelo menos 250 nós;

    O que é isso? Não entendi, mas se for a capacidade de monitoração em número de computadores/servidores, sim, bem mais que isso.

     

        A ferramenta deverá permitir o monitoramento de diversos tipos de dispositivos como WAN-Ativos, servidores, aplicações;

    Sim.

     

        Na parte de WAN e Roteadores deverá permitir:

    o    Monitoramento Cisco IPSLA;

    Sim, com Management Pack da Cisco, a parte.

     

    o    Provê visibilidade real-time da performance da WAN;

    Sim, com Management Pack da Cisco, a parte.

     

    o    Monitorar a disponibilidade de Links;

    Sim, via ping ou management pack específico.

     

    o    Alertar quando houver degradação dos links;

    Sim, com Management Pack da Cisco, a parte.

     

        Gerar relatórios estatísticos de interfaces WAN com as informações:

    o    Disponibilidade;

    o    Tráfego e Utilização;

    o    Tempo de respostas;

    o    Erros e descartes;

    Todos Sim, com Management Pack da Cisco ou da fabricando do dispositivo, a parte.

     

        Na parte de Servidores e Sistema Operacional deverá permitir:

    o    Monitorar a utilização de CPU, Memória e Disco;

    o    Monitorar serviços como HTTP, SMTP, IMAP, FTP, DNS, LDAP, HTTPS;

    o    Monitorar parâmetros críticos em servidores de mercado;

    o    Monitorar parâmetros de servidores VMware ESX;

    o    Monitor Serviços básicos da plataforma Windows;

    o    Identificar degradações nos tempos de resposta dos servidores;

    o    Monitorar URLs;

    o    Monitoramento de Eventlog;

    o    Identificar servidores com pouca área em disco;

    o    Monitorar o Active Directory;

    o    Monitorar o MS-SQL;

    Tudo isso é possível, incluindo o VMware que vc citou, esta parte é o CORE do SCOM, fique feliz J

     

        Permitir drill down nas informações apresentadas nos gráficos;

    Distributed Application e  Dashboards, sem falar nos relatórios.

     

        Permitir uma combinação de métricas e thresholds para os diferentes recursos;

    Sim, vc pode criar seus próprios monitores para isso.

     

        Facilidade de configurar alertas inteligentes e thresholds que permitam granularizar os problemas e enviar estes alertas quando os limites estabelecidos forem atingidos ;

    Sim, vc pode criar seus próprios monitores para isso e usar as Notifications, para receber alertas por email, sms, OCS etc.

     

        Possibilidade de gerar tickets e integrar-se com ferramentas de Service Desk;

    Faz integração com conector, gratuito fornecido pela Microsoft: Remedy, HP Openview, Tivoli, etc.

     

        Enviar alertas via e-mail e SMS quando ocorrerem problemas;

    Sim, já citado acima.

     

        Permitir configuração de alarmes através da console e a execução de ações para um número pré-determinado de ocorrências de determinado evento (Por exemplo: nos últimos 3 pollings a utilização de CPU estava superior a 90%);

    Sim, vc pode criar seus próprios monitores para isso.

     

        Monitorar, analisar e mostrar na console o desempenho do servidor e das aplicações;

    Sim, vc pode criar seus próprios monitores para isso ou usar os milhares que já acompanham a solução.

     

        Permitir o gerenciamento das placas de redes dos servidores;

    Sim, monitoração básica com o que acompanha o SCOM e mais detalhada com outros Management Packs.

     

        Permitir descoberta automática de unidades de servidores, impressoras, roteadores, firewall, wireless, aplicações (FTP, DNS, http) para monitoramento;

    Sim.

     

        Monitorar o status dos dispositivos, sistemas e aplicativos;

    Sim, função CORE J.

     

        A partir do alerta gerado, disponibilizar em uma única visão do valor inicial do atributo que disparou a regra, e o estado corrente do atributo.

    Sim, vc pode configurar a mensagem de alerta quando vc criar seu monitor.

     

        Visualização das informações em um portal baseado em Web.

    Sim, vc tem acesso a tudo isso via WEB Console.

     

        Armazenar informações históricas de atributos selecionados com freqüências de sumarização (horária, diária, semanal, mensal, anual).

    Sim, via relatórios.

     

        A licença do Banco de Dados para armazenamento dos dados históricos deve acompanhar a solução.

    Vc pode comprar o SCOM que já vem com o SQL, porém este SQL vai ter que ser usado apenas para o SCOM.

     

        Visualização de dados de performance históricos através de uma interface comum, permitindo que os dados sejam visualizados em gráficos e tabelas.

    Sim, painel monitoring.

     

        Dados de várias origens devem ser visualizados de forma integrada.

    Console centralizada, sempre.

     

        Criação de usuários com estabelecimento de perfis de acesso.

    Opa, Role Based Access, na console e em todo o ambiente.

     

        Permitir a criação de visões conforme a necessidade do negócio.

    Sim, Você cria desde visões até aplicações distribuídas.

     

        Permitir a configuração lógica de componentes na área de navegação agrupando os recursos, resultando na visualização do aplicativo em relação a infra-estrutura. As telas lógicas podem consistir de localização geográficas, aplicativos de negócios, departamentos, etc, afim de organizar manualmente a organização, exemplo: Departamento de Compras / Servidores X Y Z ; APLICATIVOS / ORACLE, permitindo flexibilidade ao usuário na configuração do ambiente e ajuste flexível do que o usuário quer visualizar e como quer visualizar para permitir que o usuário ajuste o produto com o formato da empresa.

    Sim, vc cria a hierarquia que quiser.

     

        Permitir a descoberta de dispositivos baseados em IP.

    Sim, em IP, hostname, AD e assim por dia.

     

        Os dados devem ser armazenados em um banco de dados relacional padrão e poderão ser acessados usando as ferramentas do banco de dados padrão, incluindo geradores de relatórios e ferramentas de dump.

    Sim, base padrão e base data warehouse, que segue padrão também.

     

        A solução deverá descobrir e monitorar portas a partir das informações disponíveis sobre o MIB II do SNMP com relação às portas físicas e lógicas. A solução deve monitorar essas portas com base nos traps SNMP.

    Sim, SNMP 1 e 2.

     

        A solução deve permitir a criação de dispositivos com as respectivas importações das MIBs dos equipamentos novos.

    Sim, vc pode criar seus monitores e management packs com base nas suas MIBs.

     

        A solução deve permitir o gerenciamento de impressoras de rede.

    Sem tem IP, vc gerencia J

     

        Software de Gerenciamento do mesmo fabricante do hardware com licença de uso inclusa para um período de tempo no mínimo igual ou superior, ao exigido neste item, este software deverá contemplar as seguintes características:

    o    Capacidade de fazer inventário tanto de hardware quando de software existente na rede de forma manual ou automática;

    o    Monitoração do status dos componentes de hardware dos servidores, tais como fonte, ventiladores, interface de rede, dentre outros, indicando qual destes esta com problema;

    o    Envio de alertas para uma única pessoa ou um grupo destas no caso de um problema de sistema;

    o    Gerenciar os processos de tarefas que funcionam no ambiente, alertando-o se qualquer processo monitorado começa, para ou não começa;

    o    Gerenciar os recursos da máquina, definindo pontos iniciais e verificando se qualquer sistema dado está sobrecarregado ou não capaz de prosseguir com a demanda da carga de trabalho;

    o    Gerenciamento remoto de uma determinada máquina, como se estivesse localmente na mesma;

    o    Atualização automática, definido perfis para as atualizações, comparando as atualizações baixadas e gerando relatórios;

    o    Alterar configurações em massa pela rede, facilitando o trabalho de suporte sem ter que fisicamente visitar cada sistema;

    o    Gerenciamento de dispositivos via SNMP, enviando e recebendo alertas obtendo com isso informações mais detalhadas destes dispositivos;

    Sim e Não. No SCOM vc tem acesso a algumas coisas que citou, mas isso tudo deve ser feito ( na maioria) com o SCCM, pois seguindo as sugestões da ITIL/MOF uma ferramenta monitora e outra faz o gerenciamento de configuração/alteração. Ferramentas no mercado que fazem tudo de uma vez eu não gosto nem de falar J

     

        Garantia total de fábrica de no mínimo 24 (vinte e quatro) meses on site regime 24x7 com atendimento em até 4 horas e solução em até 6 horas.

    Com a Microsoft amigo vc fecha qualquer negócio hehe J

     

    E ainda mais info aqui: http://technet.microsoft.com/en-us/library/bb310604.aspx

     

    Abraços e boa sorte.

     

    Cleber Marques
    Projeto MOF Brasil: Simplificando o Gerenciamento de Serviços de TI
    www.mof.com.br | www.clebermarques.com | www.clebermarques.com.br
    sexta-feira, 17 de abril de 2009 15:52
    Moderador
  • Boa noite,

    Agora eh a minha vez Cleber, vou citar apenas o que o sccm faz

    o    Capacidade de fazer inventário tanto de hardware quando de software existente na rede de forma manual ou automática;
    Inclusa no SCCM, basta apenas habilitar o agente

    o    Gerenciamento remoto de uma determinada máquina, como se estivesse localmente na mesma;

    vc pode fazer isso via remote tools, se alguem estiver logado, se ninguem estiver logado vc pode utilizar via Remote Desktop. mas soh com a maquina ligada e no SO (Windows)...o SCCM ainda n suporta linux nativamente..mas tem software que ajudam
    http://www.quest.com/quest-management-xtensions-configuration-manager/

    o    Atualização automática, definido perfis para as atualizações, comparando as atualizações baixadas e gerando relatórios;
    Aqui usa-se a conexao com o WSUS, pode-se definir quais maquinas vao receber determinada atualizacao e qdo...


    o    Alterar configurações em massa pela rede, facilitando o trabalho de suporte sem ter que fisicamente visitar cada sistema;

    vc pode fazer isso, se o computador tiver o cliente sccm instalado, basta criar um arquivo para alterar as configuracoes e mandar executar nas maquinas...

    alem de muitas outras coisas...

    uma das grandes vantagens (e essa funcionalidade acho que eh uma das melhores) eh o DCM, possibilidade de criar linhas de base e saber se o computador esta configurado da forma correta... e mantendo um historico disso...

    espero ter ajudado,


    Raphael - MCP/MCSA Security/MCSE Security/MCTS: SCCM & MDOP & W2k8/MCITP - http://www.dotnetwork.com.br
    sexta-feira, 17 de abril de 2009 17:36
    Moderador

Todas as Respostas

  • Fala cara, tudo bem?

    Respondendo as suas perguntas:

     

        Deve ser capaz de monitorar os seguintes sistemas operacionais : Windows 2003, Linux.

    Sim, na versão R2 nativamente, mas tome cuidado com MONITORAR LINUX, veja as distros que ele suporta.

     

        Deve ser capaz de monitoramento baseada em WMI, CLI e SNMP;

    SIM.

     

        Deve ser capaz de monitoramento de pelo menos 250 nós;

    O que é isso? Não entendi, mas se for a capacidade de monitoração em número de computadores/servidores, sim, bem mais que isso.

     

        A ferramenta deverá permitir o monitoramento de diversos tipos de dispositivos como WAN-Ativos, servidores, aplicações;

    Sim.

     

        Na parte de WAN e Roteadores deverá permitir:

    o    Monitoramento Cisco IPSLA;

    Sim, com Management Pack da Cisco, a parte.

     

    o    Provê visibilidade real-time da performance da WAN;

    Sim, com Management Pack da Cisco, a parte.

     

    o    Monitorar a disponibilidade de Links;

    Sim, via ping ou management pack específico.

     

    o    Alertar quando houver degradação dos links;

    Sim, com Management Pack da Cisco, a parte.

     

        Gerar relatórios estatísticos de interfaces WAN com as informações:

    o    Disponibilidade;

    o    Tráfego e Utilização;

    o    Tempo de respostas;

    o    Erros e descartes;

    Todos Sim, com Management Pack da Cisco ou da fabricando do dispositivo, a parte.

     

        Na parte de Servidores e Sistema Operacional deverá permitir:

    o    Monitorar a utilização de CPU, Memória e Disco;

    o    Monitorar serviços como HTTP, SMTP, IMAP, FTP, DNS, LDAP, HTTPS;

    o    Monitorar parâmetros críticos em servidores de mercado;

    o    Monitorar parâmetros de servidores VMware ESX;

    o    Monitor Serviços básicos da plataforma Windows;

    o    Identificar degradações nos tempos de resposta dos servidores;

    o    Monitorar URLs;

    o    Monitoramento de Eventlog;

    o    Identificar servidores com pouca área em disco;

    o    Monitorar o Active Directory;

    o    Monitorar o MS-SQL;

    Tudo isso é possível, incluindo o VMware que vc citou, esta parte é o CORE do SCOM, fique feliz J

     

        Permitir drill down nas informações apresentadas nos gráficos;

    Distributed Application e  Dashboards, sem falar nos relatórios.

     

        Permitir uma combinação de métricas e thresholds para os diferentes recursos;

    Sim, vc pode criar seus próprios monitores para isso.

     

        Facilidade de configurar alertas inteligentes e thresholds que permitam granularizar os problemas e enviar estes alertas quando os limites estabelecidos forem atingidos ;

    Sim, vc pode criar seus próprios monitores para isso e usar as Notifications, para receber alertas por email, sms, OCS etc.

     

        Possibilidade de gerar tickets e integrar-se com ferramentas de Service Desk;

    Faz integração com conector, gratuito fornecido pela Microsoft: Remedy, HP Openview, Tivoli, etc.

     

        Enviar alertas via e-mail e SMS quando ocorrerem problemas;

    Sim, já citado acima.

     

        Permitir configuração de alarmes através da console e a execução de ações para um número pré-determinado de ocorrências de determinado evento (Por exemplo: nos últimos 3 pollings a utilização de CPU estava superior a 90%);

    Sim, vc pode criar seus próprios monitores para isso.

     

        Monitorar, analisar e mostrar na console o desempenho do servidor e das aplicações;

    Sim, vc pode criar seus próprios monitores para isso ou usar os milhares que já acompanham a solução.

     

        Permitir o gerenciamento das placas de redes dos servidores;

    Sim, monitoração básica com o que acompanha o SCOM e mais detalhada com outros Management Packs.

     

        Permitir descoberta automática de unidades de servidores, impressoras, roteadores, firewall, wireless, aplicações (FTP, DNS, http) para monitoramento;

    Sim.

     

        Monitorar o status dos dispositivos, sistemas e aplicativos;

    Sim, função CORE J.

     

        A partir do alerta gerado, disponibilizar em uma única visão do valor inicial do atributo que disparou a regra, e o estado corrente do atributo.

    Sim, vc pode configurar a mensagem de alerta quando vc criar seu monitor.

     

        Visualização das informações em um portal baseado em Web.

    Sim, vc tem acesso a tudo isso via WEB Console.

     

        Armazenar informações históricas de atributos selecionados com freqüências de sumarização (horária, diária, semanal, mensal, anual).

    Sim, via relatórios.

     

        A licença do Banco de Dados para armazenamento dos dados históricos deve acompanhar a solução.

    Vc pode comprar o SCOM que já vem com o SQL, porém este SQL vai ter que ser usado apenas para o SCOM.

     

        Visualização de dados de performance históricos através de uma interface comum, permitindo que os dados sejam visualizados em gráficos e tabelas.

    Sim, painel monitoring.

     

        Dados de várias origens devem ser visualizados de forma integrada.

    Console centralizada, sempre.

     

        Criação de usuários com estabelecimento de perfis de acesso.

    Opa, Role Based Access, na console e em todo o ambiente.

     

        Permitir a criação de visões conforme a necessidade do negócio.

    Sim, Você cria desde visões até aplicações distribuídas.

     

        Permitir a configuração lógica de componentes na área de navegação agrupando os recursos, resultando na visualização do aplicativo em relação a infra-estrutura. As telas lógicas podem consistir de localização geográficas, aplicativos de negócios, departamentos, etc, afim de organizar manualmente a organização, exemplo: Departamento de Compras / Servidores X Y Z ; APLICATIVOS / ORACLE, permitindo flexibilidade ao usuário na configuração do ambiente e ajuste flexível do que o usuário quer visualizar e como quer visualizar para permitir que o usuário ajuste o produto com o formato da empresa.

    Sim, vc cria a hierarquia que quiser.

     

        Permitir a descoberta de dispositivos baseados em IP.

    Sim, em IP, hostname, AD e assim por dia.

     

        Os dados devem ser armazenados em um banco de dados relacional padrão e poderão ser acessados usando as ferramentas do banco de dados padrão, incluindo geradores de relatórios e ferramentas de dump.

    Sim, base padrão e base data warehouse, que segue padrão também.

     

        A solução deverá descobrir e monitorar portas a partir das informações disponíveis sobre o MIB II do SNMP com relação às portas físicas e lógicas. A solução deve monitorar essas portas com base nos traps SNMP.

    Sim, SNMP 1 e 2.

     

        A solução deve permitir a criação de dispositivos com as respectivas importações das MIBs dos equipamentos novos.

    Sim, vc pode criar seus monitores e management packs com base nas suas MIBs.

     

        A solução deve permitir o gerenciamento de impressoras de rede.

    Sem tem IP, vc gerencia J

     

        Software de Gerenciamento do mesmo fabricante do hardware com licença de uso inclusa para um período de tempo no mínimo igual ou superior, ao exigido neste item, este software deverá contemplar as seguintes características:

    o    Capacidade de fazer inventário tanto de hardware quando de software existente na rede de forma manual ou automática;

    o    Monitoração do status dos componentes de hardware dos servidores, tais como fonte, ventiladores, interface de rede, dentre outros, indicando qual destes esta com problema;

    o    Envio de alertas para uma única pessoa ou um grupo destas no caso de um problema de sistema;

    o    Gerenciar os processos de tarefas que funcionam no ambiente, alertando-o se qualquer processo monitorado começa, para ou não começa;

    o    Gerenciar os recursos da máquina, definindo pontos iniciais e verificando se qualquer sistema dado está sobrecarregado ou não capaz de prosseguir com a demanda da carga de trabalho;

    o    Gerenciamento remoto de uma determinada máquina, como se estivesse localmente na mesma;

    o    Atualização automática, definido perfis para as atualizações, comparando as atualizações baixadas e gerando relatórios;

    o    Alterar configurações em massa pela rede, facilitando o trabalho de suporte sem ter que fisicamente visitar cada sistema;

    o    Gerenciamento de dispositivos via SNMP, enviando e recebendo alertas obtendo com isso informações mais detalhadas destes dispositivos;

    Sim e Não. No SCOM vc tem acesso a algumas coisas que citou, mas isso tudo deve ser feito ( na maioria) com o SCCM, pois seguindo as sugestões da ITIL/MOF uma ferramenta monitora e outra faz o gerenciamento de configuração/alteração. Ferramentas no mercado que fazem tudo de uma vez eu não gosto nem de falar J

     

        Garantia total de fábrica de no mínimo 24 (vinte e quatro) meses on site regime 24x7 com atendimento em até 4 horas e solução em até 6 horas.

    Com a Microsoft amigo vc fecha qualquer negócio hehe J

     

    E ainda mais info aqui: http://technet.microsoft.com/en-us/library/bb310604.aspx

     

    Abraços e boa sorte.

     

    Cleber Marques
    Projeto MOF Brasil: Simplificando o Gerenciamento de Serviços de TI
    www.mof.com.br | www.clebermarques.com | www.clebermarques.com.br
    sexta-feira, 17 de abril de 2009 15:52
    Moderador
  • Boa noite,

    Agora eh a minha vez Cleber, vou citar apenas o que o sccm faz

    o    Capacidade de fazer inventário tanto de hardware quando de software existente na rede de forma manual ou automática;
    Inclusa no SCCM, basta apenas habilitar o agente

    o    Gerenciamento remoto de uma determinada máquina, como se estivesse localmente na mesma;

    vc pode fazer isso via remote tools, se alguem estiver logado, se ninguem estiver logado vc pode utilizar via Remote Desktop. mas soh com a maquina ligada e no SO (Windows)...o SCCM ainda n suporta linux nativamente..mas tem software que ajudam
    http://www.quest.com/quest-management-xtensions-configuration-manager/

    o    Atualização automática, definido perfis para as atualizações, comparando as atualizações baixadas e gerando relatórios;
    Aqui usa-se a conexao com o WSUS, pode-se definir quais maquinas vao receber determinada atualizacao e qdo...


    o    Alterar configurações em massa pela rede, facilitando o trabalho de suporte sem ter que fisicamente visitar cada sistema;

    vc pode fazer isso, se o computador tiver o cliente sccm instalado, basta criar um arquivo para alterar as configuracoes e mandar executar nas maquinas...

    alem de muitas outras coisas...

    uma das grandes vantagens (e essa funcionalidade acho que eh uma das melhores) eh o DCM, possibilidade de criar linhas de base e saber se o computador esta configurado da forma correta... e mantendo um historico disso...

    espero ter ajudado,


    Raphael - MCP/MCSA Security/MCSE Security/MCTS: SCCM & MDOP & W2k8/MCITP - http://www.dotnetwork.com.br
    sexta-feira, 17 de abril de 2009 17:36
    Moderador
  • Ah to falando, esse negócio aqui ta ficando profissional demais J Show de bola Raphael, é isso ae cara, mandou bem.

     

    Abraços e bom fds,

     

    Cleber Marques
    Projeto MOF Brasil: Simplificando o Gerenciamento de Serviços de TI
    www.mof.com.br | www.clebermarques.com | www.clebermarques.com.br
    sexta-feira, 17 de abril de 2009 17:43
    Moderador
  • Obrigado Pessoal!

    abs,

    Vanoitlon Pereira
    sexta-feira, 17 de abril de 2009 18:43
  • Só pra concluir...
    vc acha que eu devo comprar o SCOM e o SCCM?

    Abs,

    Vanoilton Pereira
    sexta-feira, 17 de abril de 2009 18:45
  • Boa tarde,

    isso depende mto..do $$$$...se vc tiver condicoes de adquirir os 2...acho que vale a pena...

    nao soh pelo que vc postou, mas com o sccm vc vai ter outras opcoes, como distribuicao de software, deployment de SO, entre outras...

    tenho cert que o SCOM vai te ajudar em 90% do que vc precisa..os outros 10% o SCCM vai completar...e ainda tem muito mais que vc pode fazer...

    espero ter ajudado,
    Raphael - MCP/MCSA Security/MCSE Security/MCTS: SCCM & MDOP & W2k8/MCITP - http://www.dotnetwork.com.br
    domingo, 19 de abril de 2009 14:56
    Moderador
  • Pessoal, estou fechando o tópico para controle, acredito que já chegamos ao objetivo aqui, se for o caso vamos abrir outro tópico, tudo bem?

     

    Abraço pra vcs,

     

    Cleber Marques
    Projeto MOF Brasil: Simplificando o Gerenciamento de Serviços de TI
    www.mof.com.br | www.clebermarques.com | www.clebermarques.com.br
    quarta-feira, 22 de abril de 2009 12:04
    Moderador