none
SQL 2008 e Oracle 8i RRS feed

  • Pergunta

  •  

    Pessoal

     

    Alguem saberia me dizer se existe algum problema de instalar o SQL 2008 em um servidor que roda o Oracle 8i.

    Anteriormente eu tinha o SQL 2000 instalado no mesmo servidor do Oracle 8i, e sempre dava problema, o servidor travava etc.

    Queria manter um servidor de banco de dados, e manter o SQL 2008 e o Oracle o mesmo Server, pois isso facilita a nossa divisão.

     

    Obrigado,

     

    Josafá

    MCP - Windows XP

    quarta-feira, 12 de novembro de 2008 15:26

Respostas

  • Olá Josafá,

     

    Instalar o SQL Server e o Oracle juntos pode dar problemas da mesma forma que instalar o Oracle e o Oracle ou o SQL Server e o SQL Server juntos também pode dar problemas. O que quero dizer com esse trocadilho é que instalar dois bancos de dados juntos é uma situação muito factível para gerar problemas.

     

    Bancos de dados são consumidores de recursos natos. Bancos de dados OLTP normalmente tem operações de escrita intensa e vão requerer um bom sistema de discos. Bancos de dados de dados trafegam muitas informações e vão requer uma interface de rede adequada e um bom link. Bancos de dados trabalham com dados e vão requerer uma boa quantidade de memória para guardar os dados em memória e evitar o "lento" acesso ao disco. Bancos de dados fazem um mundo de operações em background (compactação, limpeza, gerenciamento de conexões, etc) e vão requerer CPU para trabalharem.

     

    Como você pode ver um SGBD é literalmente um devorador de recursos. Ele estará sempre utilizando o que puder para fazer melhor o que deve fazer (ler e gravar dados). Se um banco de dados já tem essa natureza imagine misturar dois bancos de dados no mesmo servidor ? Certamente eles irão debater-se entre si para obter recursos e podemos chegar em um situação que não é boa para nenhum dos dois.

     

    Se o ambiente fosse dedicado, pouca coisa ou praticamente nada deveria ser configurado. Se você vai misturar dois SGBDs procure traçar alguns limites para que um não interfira diretamente no desempenho do outro. Limite o número de processadores que cada um pode utilizar. Delimite uma quantidade máxima de memória para cada produto e instale cada um deles em um disco separado. Se isso for obedecido é difícil de você ter problemas independente do banco que estiver trabalhando.

     

    [ ]s,

     

    Gustavo

    quinta-feira, 13 de novembro de 2008 01:30

Todas as Respostas

  • Josafá,

     

    Não tenho certeza se é possível ter o SQL Server 2008 e Oracle 8i, sei que é possível ter os dois rodando na mesma máquina, isso eu meu ver não é muito indicado, mas é possível.

     

    Agora como o 2008 é um produto novo, ainda temos poucas informações sobre este tipo de cenário!!!

     

    quarta-feira, 12 de novembro de 2008 18:32
    Moderador
  • Concordo Plenamente com o Junior, acho melhor sugestão Josafá, migrar o seu banco de dados Oracle 8i para SQL Server 2008.

     

    Até +

    quarta-feira, 12 de novembro de 2008 18:55
  • Essa opção é impossivel...

    Meu gerente prefere o Oracle, e se fosse possivel ele migrava tudo pro Oracle.

    Em todo caso vamos instalar o SQL em outro servidor.

     

    Obrigado pelas dicas.

     

     

    quarta-feira, 12 de novembro de 2008 18:58
  • Josafá,

     

    Não estou dizendo em migrar do SQL Server para Oracle, mas sim trabalhar em ambientes separados.

     

    Agora porque o seu Gerente prefere o Oracle?

     

    Existem algumas coisas no mundo que a gente não consegui entender e essa é uma delas.

     

     

    quarta-feira, 12 de novembro de 2008 19:13
    Moderador
  • Olá Josafá,

     

    Instalar o SQL Server e o Oracle juntos pode dar problemas da mesma forma que instalar o Oracle e o Oracle ou o SQL Server e o SQL Server juntos também pode dar problemas. O que quero dizer com esse trocadilho é que instalar dois bancos de dados juntos é uma situação muito factível para gerar problemas.

     

    Bancos de dados são consumidores de recursos natos. Bancos de dados OLTP normalmente tem operações de escrita intensa e vão requerer um bom sistema de discos. Bancos de dados de dados trafegam muitas informações e vão requer uma interface de rede adequada e um bom link. Bancos de dados trabalham com dados e vão requerer uma boa quantidade de memória para guardar os dados em memória e evitar o "lento" acesso ao disco. Bancos de dados fazem um mundo de operações em background (compactação, limpeza, gerenciamento de conexões, etc) e vão requerer CPU para trabalharem.

     

    Como você pode ver um SGBD é literalmente um devorador de recursos. Ele estará sempre utilizando o que puder para fazer melhor o que deve fazer (ler e gravar dados). Se um banco de dados já tem essa natureza imagine misturar dois bancos de dados no mesmo servidor ? Certamente eles irão debater-se entre si para obter recursos e podemos chegar em um situação que não é boa para nenhum dos dois.

     

    Se o ambiente fosse dedicado, pouca coisa ou praticamente nada deveria ser configurado. Se você vai misturar dois SGBDs procure traçar alguns limites para que um não interfira diretamente no desempenho do outro. Limite o número de processadores que cada um pode utilizar. Delimite uma quantidade máxima de memória para cada produto e instale cada um deles em um disco separado. Se isso for obedecido é difícil de você ter problemas independente do banco que estiver trabalhando.

     

    [ ]s,

     

    Gustavo

    quinta-feira, 13 de novembro de 2008 01:30