none
Hyper-V + Storage RRS feed

  • Pergunta

  • Pessoal, acredito que alguém deve ter passado por essa dúvida...
    Preciso montar um ambiente Hyper-V, com Cluster Shared Volume, composto de 4 servidores que ficarão dispostos como 2 conjuntos de cluster de 2 nós cada, conectados a uma Storage HP. Minha dúvida é como devo configurar a LUN para esse ambiente?

    Cenário1:
    Cluster1 = Srv1 + Srv2 >>>>>> LUN1
    Cluster2 = Srv3 + Srv4 >>>>>>LUN1

    Cenário2:
    Cluster1 = Srv1 + Srv2 >>>>>> LUN1
    Cluster2 = Srv3 + Srv4 >>>>>>LUN2

    *** Ou seja, posso conectar os 4 nós diretamente a mesma LUN (Cenário1) ou preciso dividí-los em duas LUNs diferentes (Cenário2)? ***

    Posso definir via software que as VMs do Srv1 (Nó1), em caso de falha, passam somente para o Srv2 e as VMs do Srv3 (Nó3) passam somente para o Srv4 (Nó4)? Se puder realizar essa configuração através do SCVMM ou Hyper-V, acredito que a solução de 1 LUN possa atender.
    *Todos os equipamentos terão o mesmo SO e recursos: W2008 R2.

    Desde já obrigado...
    sexta-feira, 30 de outubro de 2009 17:03

Respostas

  • Olá Nelrj, sofri do mesmo problema que vc, estou configurando um HP MSA2312FC....e ainda estou em fase de montagem do ambiente. Falam muito de ISCSI mas esquecem de auxiliar quem tem infra com fibra, pois algumas coisas mudam, como o número de pl.de redes, etc.

    Mas pelos artigos e consultorias é possível vc disponibilizar o mesmo volume para mais de um servidor.
    Mo meu caso estou testando da seguinte forma:
    1- Criei 2 volumes no Storage com 500gb + 2 volumes com 500mb para Quorum (não sei se poderia ser somente 1 de quorum?);
    2- Associei 1 de 500mb (LUN1) e 1 de 500gb (LUN2) a 2 servidores, que chamo de Conjunto1, e outro de 500mb + 500gb a outros 2 servidores (Conjunto2);
    3- No srv1 ou no srv2 ativo e formato os 2 volumes (500mb + 500gb) e a mesma coisa para os srvs 3 e 4;
    4- Crio um cluster (Conjunto1) com os srvs1 e 2 e habilito o CSV, adicionando o disco de 500mb como Quorum e o de 500gb para o Cluster, e faço a mesma coisa entre os srvs 3 e 4
    http://blogs.msdn.com/clustering/archive/2009/02/19/9433146.aspx
    5- O Conjunto 1 terá sua pasta C:\ClusterStorage e o Conjunto 2 também;
    6- Dentro da "ClusterStorage" de cada Conjunto crio 2 volumes compartilhados, 1 para cada servidor;
    Ficando assim:
    Cj1 = C:\ClusterStorage = \Volume1 (srv1) + \Volume2 (srv2)

    Cj2 = C:\ClusterStorage = \Volume1 (srv3) + \Volume2 (srv4)

    Em cada pasta "\Volume" armazeno as VMs de cada nó, sendo que em caso de falha do srv1, por exemplo, o CSV permite que o outro (srv2) enxergue a pasta "Volume2" do Cj1.

    No meu caso, estou optando por 2 Cj de cluster pq tenho 2 pares de hardware diferentes, mas pelo que estou vendo vc pode configutar de várias formas: poderia ser 4LUNs + 1LUN (Quorum) num mesmo cluster enxergadas pelos 4 nós, pode ser 1LUN + 1LUN (Quorum), etc. A funcionalidade é bem flexível.
    O que é necessário avaliar é a performance, pelo numero de LUNs, segurança, que não estou me preocupando muito agora e a divisão do tamanho das LUNs pelo tamanho das VMs.

    - Obrigado a todos pelas respostas. Ainda estou em fase de testes, assim que conseguir efetivamente o funcionamento, posto no forum.
      

    quinta-feira, 12 de novembro de 2009 12:54

Todas as Respostas

  • Olá amigo.

    Se entendi bem, você pode utilizar o cenário 1 sem nenhum problema amigão. porque o Windows Server 2008 R2 - Cluster Shared Volume (CSV), permite que 2 ou mais nós acessem a mesma storage simultaneamente.
    O cluster suporta N / 2 (onde N é o número de Nós do cluster) movimentações simultâneas. Por exemplo um cluster de 8 Nós (8/2=4) suportará 4 máquinas virtuais sendo movimentadas simultâneamente, porém limitada a uma única conexão ativa de cada nó

    Já na questão sobre a atividade de alguma falha no equipamento a VM se movimentar para determinado Nó você pode configurar o Trabalha no modo Ativo/Passivo (uma máquina pode ficar no Nó1 e outra no Nó2).

    Abraços amigão.
    Levi Bertolino. Virtualization blog: http://studytech.spaces.live.com
    quarta-feira, 4 de novembro de 2009 13:21
  • Bom dia.
    Maralvesrj, estou com duvida parecida com a sua.
    Porem a minha duvida esta mais concentrada no storage. Qual seria o seu storage ?
    No meu caso é um EVA 4400 da HP via fiberchannel.

    Minha duvida é se para o cluster os discos (area de armazenamento) devem estar somente na mesma lun ou se eu teria que apresentar o mesmo disco para os servidores pertencentes ao nó.

    Att,
    NelsonJr.
    neljr@hotmail.com
    quinta-feira, 5 de novembro de 2009 13:16
  • Olá amigos:

    Vejo que esse assunto está deixando muita gente em duvida, entã resolvi deixar uma base de Enquete, aonde explica bem abrangente a questão do CSV.


    O que é um volume de compartilhado de cluster?

     

    Um cluster de volume compartilhado (CSV) é um volume que é simultaneamente disponível diretamente ler e escrever por todos os nós em um cluster de Failover Microsoft ®. Este recurso, chamado de Direct I/O, torna-se possível, fornecendo um sistema de arquivos de acesso distribuído, que permite que cada nó utilizar sua interconexão de armazenamento — Internet SCSI (iSCSI), Fibre Channel, SAS (Serial Attached SCSI) — para a comunicação com o volume da matriz de armazenamento compartilhado. Além disso, o CSVs fornecem a capacidade de redirecionar dados pela rede, no caso de um nó perde seus caminhos para a matriz de armazenamento compartilhado.

    Por que razão deve implementar o CSVs?

     

    Além de maior disponibilidade (consulte a pergunta "Como CSVs trabalham?"), CSVs oferecem a capacidade para várias máquinas virtuais (VMs) compartilhar um volume de armazenamento compartilhado único enquanto permitindo também que essas VMs migrar (ao vivo ou rápida) forma independente entre hosts do cluster. Esta capacidade atende a limitação que existiam na versão inicial do Hyper-V, em que foi recomendado que cada qual tem seu próprio LUN dedicado para permitir para migração rápida independente de cada qual.

    Como funcionam as CSVs?


    Existe um nó de coordenação com cada CSV que possui o volume de armazenamento compartilhado e a partição de sistema de arquivos NT (NTFS) para todos os nós do cluster. Este nó pode ser pensado como o proprietário do recurso do tradicional modelo de cluster do Microsoft. Em um Estado funcional (não há caminhos com falha), um nó de coordenação não é capaz de enviar dados diretamente para o volume sobre a interconexão de armazenamento (Fibre Channel, iSCSI, SAS) e os metadados do sistema de arquivos é roteado através da rede privada para o nó de coordenação que torne todas as atualizações na partição NTFS. Se um nó de coordenação de não perder seus caminhos para armazenamento, os dados podem ser reencaminhados através da rede privada, e o nó de coordenação executará a leitura/gravação para volume por meio de seu caminho para a matriz de armazenamento. Se um nó de coordenação perder seus caminhos para armazenamento, é identificado um novo nó de coordenação e a propriedade de recurso de disco é transferida para esse nó. Esses recursos são feitos possíveis por um driver de filtro que se encontra acima na partição NTFS em todos os nós do cluster. Este driver de filtro é capaz de dados e metadados de roteiro na rede.

    O modelo de driver de filtro CSV afeta todos os aplicativos?

     

    O filtro CSV pode afetar aplicativos fora da VM que acessar diretamente os arquivos, como antivírus e dados de aplicativos de proteção (backup e restauração). Além disso, houve mudanças para a estrutura do VSS no R2 para oferecer suporte a CSVs. A maioria dos software de proteção de dados que diz que suporte a Hyper-V fornece esse recurso através de snapshots baseados em VSS e você deseja garantir que esses aplicativos especificamente apoiar CSV.

     

    Posso fazer meu volume tradicional existente um CSV?


    Sim. No entanto, o caminho será alterado, para que quaisquer aplicações, serviços e assim por diante, que dependem desse caminho será interrompidas. Por exemplo, se você tiver uma VM que reside no volume, em seguida, você deve exportar a VM, tornar o volume um CSV e, em seguida, importar as VMs.



    O que precisa ser local para dar suporte à migração em tempo real e CSVs?

     

    ·         Todos os nós estiverem executando uma das seguintes versões de SO:

    o    Microsoft Windows Server ® 2008 R2 Edição Enterprise x 64

    o    Microsoft Windows Server 2008 R2 x 64 Datacenter Edition

    o    Microsoft Hyper-V Server 2008 R2

    ·         Todo o hardware e software são compatíveis com o 2008 R2

    ·         Um cluster de failover deve ser configurado, e a solução deve passar todos os testes do Assistente de validação. Para obter mais detalhes, consulte: http://technet.microsoft.com/en-us/library/cc771404.aspx.

    ·         Todos os nós do cluster devem usar o mesmo processador ou processadores do mesmo fabricante.

    ·         Todos os nós devem ter acesso ao acesso a dispositivos de armazenamento compartilhado (LUNs que residem em iSCSI, Fibre Channel e arrays de armazenamento, tais como a Dell ™ PowerVault ™ MD3000/3000i SAS, da série Dell EqualLogic ™ PS ou arrays Dell/EMC).



    CSVs são necessários para suportar a migração em tempo real?

     

    Não, CSVs não são obrigados a suportar a migração em tempo real; no entanto, os recursos fornecidos com CSVs tornam muito atraente para implementá-las com qualquer implementação de R2 que é direcionamento para utilizar a migração em tempo real.



    Onde posso obter mais detalhes sobre CSVs?

     

    ·         Você pode fazer perguntas por um thread a partir desta página. 

    Amigos espero ter esclarecido algumas duvidas. Caso ainda tivrm alguma duvida por favor postem.



      
    Além disso, a Microsoft possui um artigo no seu site do TechNet: http://technet.microsoft.com/en-us/library/dd630633 (WS.10) .aspx




         


    Levi Bertolino. Virtualization blog: http://studytech.spaces.live.com
    quinta-feira, 5 de novembro de 2009 15:26
  • Otimo artigo.
    A minha duvida é por que na maioria das vezes os artigos falam do funcionamento utilizando ISCSI, no meu caso utilizo fiber channel, e no gerenciamento do storage tenho a necessidade de "apresentar" o volume para um Host. Nunca fiz um teste de apresentar um volume para mais de um Host.
    Imagino que você ja deva ter encontrado tal ambiente, poderia dar uma luz nesta duvida?

    Obrigado.
    NelsonJr.
    quinta-feira, 12 de novembro de 2009 11:36
  • Olá Nelrj, sofri do mesmo problema que vc, estou configurando um HP MSA2312FC....e ainda estou em fase de montagem do ambiente. Falam muito de ISCSI mas esquecem de auxiliar quem tem infra com fibra, pois algumas coisas mudam, como o número de pl.de redes, etc.

    Mas pelos artigos e consultorias é possível vc disponibilizar o mesmo volume para mais de um servidor.
    Mo meu caso estou testando da seguinte forma:
    1- Criei 2 volumes no Storage com 500gb + 2 volumes com 500mb para Quorum (não sei se poderia ser somente 1 de quorum?);
    2- Associei 1 de 500mb (LUN1) e 1 de 500gb (LUN2) a 2 servidores, que chamo de Conjunto1, e outro de 500mb + 500gb a outros 2 servidores (Conjunto2);
    3- No srv1 ou no srv2 ativo e formato os 2 volumes (500mb + 500gb) e a mesma coisa para os srvs 3 e 4;
    4- Crio um cluster (Conjunto1) com os srvs1 e 2 e habilito o CSV, adicionando o disco de 500mb como Quorum e o de 500gb para o Cluster, e faço a mesma coisa entre os srvs 3 e 4
    http://blogs.msdn.com/clustering/archive/2009/02/19/9433146.aspx
    5- O Conjunto 1 terá sua pasta C:\ClusterStorage e o Conjunto 2 também;
    6- Dentro da "ClusterStorage" de cada Conjunto crio 2 volumes compartilhados, 1 para cada servidor;
    Ficando assim:
    Cj1 = C:\ClusterStorage = \Volume1 (srv1) + \Volume2 (srv2)

    Cj2 = C:\ClusterStorage = \Volume1 (srv3) + \Volume2 (srv4)

    Em cada pasta "\Volume" armazeno as VMs de cada nó, sendo que em caso de falha do srv1, por exemplo, o CSV permite que o outro (srv2) enxergue a pasta "Volume2" do Cj1.

    No meu caso, estou optando por 2 Cj de cluster pq tenho 2 pares de hardware diferentes, mas pelo que estou vendo vc pode configutar de várias formas: poderia ser 4LUNs + 1LUN (Quorum) num mesmo cluster enxergadas pelos 4 nós, pode ser 1LUN + 1LUN (Quorum), etc. A funcionalidade é bem flexível.
    O que é necessário avaliar é a performance, pelo numero de LUNs, segurança, que não estou me preocupando muito agora e a divisão do tamanho das LUNs pelo tamanho das VMs.

    - Obrigado a todos pelas respostas. Ainda estou em fase de testes, assim que conseguir efetivamente o funcionamento, posto no forum.
      

    quinta-feira, 12 de novembro de 2009 12:54
  • Olá amigo Neljr.

    A resposta do nosso amigo Maralvesjr já fala por si só.
    Quais quer duvidas post para agente que esclareceremos.

    Show Maralvesjr assim que tiver feito os teste post para o pessoal como chegou ao funcionamento total.

    Abraços amigos.


    Levi Bertolino. Virtualization blog: http://studytech.spaces.live.com
    quinta-feira, 12 de novembro de 2009 18:54