none
Cálculo de porcentagem que o Hyper-V integra ao Hard Disk RRS feed

  • Pergunta

  • Pessoal,

    Boa tarde !

    Gostaria de saber o seguinte: Criei uma máquina virtual direto no hyper-v uma que contém 40GB + 1024 memória e outra com 80GB + 1024 de memória.

    Ambas deram num tamanho total do VHD de 8.5GB. A minha pergunta é:

    Como ele calcula o tamanho da VHD em relação ao tamando do espaço em disco que estou disponibilizando...

    Exemplo: Se eu configurar um file server com 1 terabyte quanto seria o tamanho do VHD ? Existe algum tópico falando sobre isso ?

    Obrigado,

    Pedro.

    quarta-feira, 17 de novembro de 2010 17:11

Respostas

  • Olá amigão tudo jóia?

    cara vamos lá, primeiro vou tentar falar um pouco do conceito de disco no Hyper-V:

    Olá Amigos.

    Hoje vou falar de Disk, algo que não é muito questionado pelo pessoal, entretanto existem diversos macetes que podem otimizar seu ambiente para uma performace ainda melhor. Vamos lá:

    Bom pessoal, nessa parte da serie *tudo o que você precisa saber sobre Hyper-V*, eu vou falar das diversas opções de armazenamento, aonde você pode implementar em um servidor que executa o Hyper-V, alem de falar sobre os suportes que ele oferece, alem de falar também sobre como planejar um armazenamento, como configurar um armazenamento ou como criar um disco Virtual.
    São vários os tipos de armazenamento que um servidor que executa o Hyper-V possa ter fisicamente, são eles:

    ·         Armazenamento conectado na maquina física:
    SATA (Serial Advanced Technology Attachment)
     eSATA (Serial Advanced Technology Attachment externo)
    PATA (Parallel Advanced Technology Attachment)
    SAS (Serial Attached SCSI)
    SCSI (Small Computer Systems Interface)
    USB (Universal Serial Bus)
    Firewire

    ·         SANs (redes de área de armazenamento). Você pode usar as tecnologias iSCSI (Internet SCSI), Fibre Channel e SAS

    Dica: Determinando as opções de armazenamento no sistema operacional de gerenciamento

    No sistema operacional de gerenciamento, é possível selecionar o uso de discos rígidos virtuais ou discos físicos diretamente conectados a uma máquina virtual. Os discos rígidos virtuais podem ter uma capacidade de até 2040 gigabytes e incluir os seguintes tipos:

    Fixo. Um disco rígido virtual fixo é um disco que ocupa o espaço em disco físico no sistema operacional de gerenciamento igual ao tamanho máximo do disco, independentemente de uma máquina virtual exigir o espaço em disco. Um disco rígido virtual fixo leva mais tempo para ser criado do que outros tipos de disco porque o tamanho alocado do arquivo .vhd é determinado durante a sua criação. Esse tipo de disco rígido virtual proporciona melhor desempenho em comparação com outros tipos porque os discos rígidos virtuais fixos são armazenados em um bloco contíguo no sistema operacional de gerenciamento.

    Expansão dinâmica. O disco rígido virtual de expansão dinâmica é aquele em que o tamanho do arquivo .vhd cresce à medida que os dados são gravados no disco. Esse tipo permite o uso mais eficiente do espaço em disco. Você precisará monitorar o espaço em disco disponível para evitar ficar sem espaço no sistema operacional de gerenciamento.

    Diferenciação. Um disco rígido virtual de diferenciação armazena as diferenças do disco rígido virtual no sistema operacional de gerenciamento. Isso permite isolar as alterações em uma máquina virtual e manter um disco rígido virtual em um estado inalterado. O disco de diferenciação no sistema operacional de gerenciamento pode ser compartilhado com máquinas virtuais e, como prática recomendada, deve permanecer como somente leitura. Se ele não for somente leitura, o disco rígido virtual da máquina virtual será invalidado. ( Essa dica está no TechNet da Microsoft )

    Configurar discos Fisicos diretamente para uma VM:
    1. Mapeie o dispositivo de armazenamento que planeja usar para o servidor que executa o Hyper-V. Em Gerenciamento de Disco, o armazenamento aparece como um volume bruto e está em um estado Offline.
    2. Para iniciar o volume bruto, em Gerenciamento de Disco, clique com o botão direito do mouse no disco que deseja inicializar e clique em Inicializar Disco. Observe que, antes de o disco ser inicializado, ele deverá estar em um estado Online.
    3. Na caixa de diálogo Inicializar Disco, selecione o disco a ser inicializado. É possível selecionar usar o MBR (registro mestre de inicialização) ou o estilo de partição GPT (tabela de partição GUID).
    4. Após a inicialização de um disco, coloque-o novamente em um estado Offline. Se o disco não estiver em um estado Offline, ele não estará disponível ao se configurar o armazenamento de uma máquina virtual.
    5. Siga as etapas em "Para criar um disco rígido virtual" e não se esqueça de selecionar Anexar um disco rígido virtual mais tarde no Assistente de Nova Máquina Virtual.
    6. Abra o Gerenciador Hyper-V. Clique em Iniciar, aponte para Ferramentas Administrativas e clique em Gerenciador Hyper-V.
    7. Em Máquinas Virtuais, selecione a máquina virtual que deseja configurar.
    8. No painel Ação, abaixo do nome da máquina virtual, clique em Configurações.
    9. No painel de navegação (painel esquerdo), clique no controlador a que deseja vincular o disco. Caso o seu plano seja usar o disco como um disco de inicialização, certifique-se de anexá-lo a um controlador IDE. Clique em Adicionar.
    10. Na página Disco Rígido, selecione o local no controlador para conectar o disco.
    11. Em Mídia, especifique o disco rígido físico. Se o disco não aparecer na lista suspensa em Discos rígidos físicos, verifique se ele está em um estado Offline em Gerenciamento de Disco.
    12. Quando o disco físico estiver configurado, você poderá iniciar a máquina virtual e armazenar os dados no disco. Se estiver instalando um sistema operacional, o processo de instalação automaticamente preparará o disco para uso. Se estiver usando o disco físico para armazenar dados, ele deverá primeiro ser preparado pela máquina virtual.

    Se estiver instalando um sistema operacional no disco físico e ele estiver em um estado Offline antes da inicialização da máquina virtual, esta falhará ao iniciar. É preciso armazenar o arquivo de configuração da máquina virtual em um local alternativo porque o disco físico é usado pela instalação do sistema operacional. Por exemplo, localize o arquivo de configuração em outra unidade interna no servidor que executa o Hyper-V.

     

    Bom após entender isso, creio que deve ter uma base sobre essa questão, ou seja é bem provavel que o disco que você utiliza é dinâmico, ou seja expande conforme a necessidade, isso se resume na questão da utilização da sua VM, por exemplo se você colocar um arquivo de 5 GB nessa VM poderá visualizar que seu VHD vai aumenta 5 GB.

     

    Espero ter ajudado.

    Abraços


    Levi Bertolino. Virtualization. http:\\lbertolino.wordpress.com Não preciso ser reconhecido, não é isso que eu quero. Só espero poder compartilhar algun conhecimento, e lhe ajudar de alguma forma.
    sexta-feira, 19 de novembro de 2010 14:08
  • Pedro,

    A explicação que talvez você precise o Levi passou, que é o disco expandido dinamicamente.

    O que acontece é o seguinte, quando você cria uma máquina virtual, por padrão o hyper-v cria o disco VHD como um disco expandido dinamicamente, por isso que os seus discos estão com este tamanho especifico, que no caso foi o que a instalação do sistema operacional consumiu na instalação, atualização, instalação de drivers e etc. A medida que você vai inserindo dados neste seu VHD, ele vai expandindo dinamicamente até o limite que você especificou na hora da criação que são os 40 gigas.

    Você tambêm pode criar outros tipos de disco fazendo a criação da máquina virtual, e escolhendo a opção criar um disco posteriormente, podendo assim, criar um disco fixo, expandido dinamicamente e um disco de diferenciação, conforme o Levi explicou acima.

    No caso de um File Server, vai depender do disco que você inserir na criação, se você inserir um disco expandido dinamicamente, a medida que você inserir arquivos no VHD ele vai crescer dinamicamente com a inserção dos arquivos até o limite que você vai especificar na criação do VHD. Particularmente não acho a melhor escolha para um ambiente de produção.

    Se você criar um disco Fixo, ele terá o tamanho especificado + 1 giga que o Hyper-v adiciona por padrão.

     

    Caso tenho mais alguma dúvida poste para poder te ajudar.

    Grande abraço


    Gustavo Santos - ITIL Foundation - ISO 27002 - http://virtualizing.wordpress.com/
    quarta-feira, 24 de novembro de 2010 20:55
  • Pedro,

    Vamos lá, então o que eu sugiro é o seguinte, não misture esses serviços em apenas uma máquina virtual, a Microsoft recomenda que cada serviço seja executado em máquinas separadas para garantirem um melhor desempenho.

    Seguinte, dependendo da configuração de seu host você consegue criar cada máquina com seu serviço, por exemplo o AD em um computador, o file server em outro, o Wsus em outro, File server e assim vai. Efetuando a configuração desta forma você tem serviços separados em servidores diferentes e a garantia de estabilidade de cada Role em seu SO, isso com certeza vai diminuir um problema futuro.

    Como seu ambiente é pequeno sugiro fazer desta forma.

    Relacionado aos VHD´s, o que você pode fazer é o seguinte:

    Crie as máquina virtual com o VHD do sistema operacional como expandido dinâmicamente, como o seu ambiente é pequeno, não irá afetar a nível de performance. No caso do disco virtual para o file server e o local onde você vai armazenar a base de dados do WSUS, crie os discos virtuais como Físicos, assim você vai conseguir aumentar a performance de seus discos, que no caso vai ser para entrada e saida dos dados.

    Uma outra dica é que dependendo de seu antivirus, não é recomendado instalar uma função de servidor juntamente com ele, isso pode aumentar a superficie de ataque em seu servidor, fazendo que seu ambiente fique desprotegido. Instalar outras funções abre portas em seu servidor de antivirus, complicando a saúde de suas máquinas e servidores.

    Se você puder adicionar uma placa de rede extra neste servidor seria muito bom, e apenas direcionar ela para os serviços executados em sua rede que exigem mais buscas por aquivos, escrita e leitura ( Input/Output - SQL, WSUS, File Server ).

    Uffa. Acho que consegui responder sua pergunta.

    Monte o seu ambiente de forma segura para tentar diminuir os problemas futuros e que consiga suportar a demana hoje da empresa. Essa seria uma ótima prática.

    Qual a configuração de seu host? (CPU, MEMÓRIA, DISCOS)

    Aguardo sua reposta.

     

    Grande abraço.


    Gustavo Santos - ITIL Foundation - ISO 27002 - http://virtualizing.wordpress.com/
    terça-feira, 30 de novembro de 2010 22:19

Todas as Respostas

  • Ninguém para ajudar ???

    Abs,

    Pedro.

    quinta-feira, 18 de novembro de 2010 23:04
  • Olá amigão tudo jóia?

    cara vamos lá, primeiro vou tentar falar um pouco do conceito de disco no Hyper-V:

    Olá Amigos.

    Hoje vou falar de Disk, algo que não é muito questionado pelo pessoal, entretanto existem diversos macetes que podem otimizar seu ambiente para uma performace ainda melhor. Vamos lá:

    Bom pessoal, nessa parte da serie *tudo o que você precisa saber sobre Hyper-V*, eu vou falar das diversas opções de armazenamento, aonde você pode implementar em um servidor que executa o Hyper-V, alem de falar sobre os suportes que ele oferece, alem de falar também sobre como planejar um armazenamento, como configurar um armazenamento ou como criar um disco Virtual.
    São vários os tipos de armazenamento que um servidor que executa o Hyper-V possa ter fisicamente, são eles:

    ·         Armazenamento conectado na maquina física:
    SATA (Serial Advanced Technology Attachment)
     eSATA (Serial Advanced Technology Attachment externo)
    PATA (Parallel Advanced Technology Attachment)
    SAS (Serial Attached SCSI)
    SCSI (Small Computer Systems Interface)
    USB (Universal Serial Bus)
    Firewire

    ·         SANs (redes de área de armazenamento). Você pode usar as tecnologias iSCSI (Internet SCSI), Fibre Channel e SAS

    Dica: Determinando as opções de armazenamento no sistema operacional de gerenciamento

    No sistema operacional de gerenciamento, é possível selecionar o uso de discos rígidos virtuais ou discos físicos diretamente conectados a uma máquina virtual. Os discos rígidos virtuais podem ter uma capacidade de até 2040 gigabytes e incluir os seguintes tipos:

    Fixo. Um disco rígido virtual fixo é um disco que ocupa o espaço em disco físico no sistema operacional de gerenciamento igual ao tamanho máximo do disco, independentemente de uma máquina virtual exigir o espaço em disco. Um disco rígido virtual fixo leva mais tempo para ser criado do que outros tipos de disco porque o tamanho alocado do arquivo .vhd é determinado durante a sua criação. Esse tipo de disco rígido virtual proporciona melhor desempenho em comparação com outros tipos porque os discos rígidos virtuais fixos são armazenados em um bloco contíguo no sistema operacional de gerenciamento.

    Expansão dinâmica. O disco rígido virtual de expansão dinâmica é aquele em que o tamanho do arquivo .vhd cresce à medida que os dados são gravados no disco. Esse tipo permite o uso mais eficiente do espaço em disco. Você precisará monitorar o espaço em disco disponível para evitar ficar sem espaço no sistema operacional de gerenciamento.

    Diferenciação. Um disco rígido virtual de diferenciação armazena as diferenças do disco rígido virtual no sistema operacional de gerenciamento. Isso permite isolar as alterações em uma máquina virtual e manter um disco rígido virtual em um estado inalterado. O disco de diferenciação no sistema operacional de gerenciamento pode ser compartilhado com máquinas virtuais e, como prática recomendada, deve permanecer como somente leitura. Se ele não for somente leitura, o disco rígido virtual da máquina virtual será invalidado. ( Essa dica está no TechNet da Microsoft )

    Configurar discos Fisicos diretamente para uma VM:
    1. Mapeie o dispositivo de armazenamento que planeja usar para o servidor que executa o Hyper-V. Em Gerenciamento de Disco, o armazenamento aparece como um volume bruto e está em um estado Offline.
    2. Para iniciar o volume bruto, em Gerenciamento de Disco, clique com o botão direito do mouse no disco que deseja inicializar e clique em Inicializar Disco. Observe que, antes de o disco ser inicializado, ele deverá estar em um estado Online.
    3. Na caixa de diálogo Inicializar Disco, selecione o disco a ser inicializado. É possível selecionar usar o MBR (registro mestre de inicialização) ou o estilo de partição GPT (tabela de partição GUID).
    4. Após a inicialização de um disco, coloque-o novamente em um estado Offline. Se o disco não estiver em um estado Offline, ele não estará disponível ao se configurar o armazenamento de uma máquina virtual.
    5. Siga as etapas em "Para criar um disco rígido virtual" e não se esqueça de selecionar Anexar um disco rígido virtual mais tarde no Assistente de Nova Máquina Virtual.
    6. Abra o Gerenciador Hyper-V. Clique em Iniciar, aponte para Ferramentas Administrativas e clique em Gerenciador Hyper-V.
    7. Em Máquinas Virtuais, selecione a máquina virtual que deseja configurar.
    8. No painel Ação, abaixo do nome da máquina virtual, clique em Configurações.
    9. No painel de navegação (painel esquerdo), clique no controlador a que deseja vincular o disco. Caso o seu plano seja usar o disco como um disco de inicialização, certifique-se de anexá-lo a um controlador IDE. Clique em Adicionar.
    10. Na página Disco Rígido, selecione o local no controlador para conectar o disco.
    11. Em Mídia, especifique o disco rígido físico. Se o disco não aparecer na lista suspensa em Discos rígidos físicos, verifique se ele está em um estado Offline em Gerenciamento de Disco.
    12. Quando o disco físico estiver configurado, você poderá iniciar a máquina virtual e armazenar os dados no disco. Se estiver instalando um sistema operacional, o processo de instalação automaticamente preparará o disco para uso. Se estiver usando o disco físico para armazenar dados, ele deverá primeiro ser preparado pela máquina virtual.

    Se estiver instalando um sistema operacional no disco físico e ele estiver em um estado Offline antes da inicialização da máquina virtual, esta falhará ao iniciar. É preciso armazenar o arquivo de configuração da máquina virtual em um local alternativo porque o disco físico é usado pela instalação do sistema operacional. Por exemplo, localize o arquivo de configuração em outra unidade interna no servidor que executa o Hyper-V.

     

    Bom após entender isso, creio que deve ter uma base sobre essa questão, ou seja é bem provavel que o disco que você utiliza é dinâmico, ou seja expande conforme a necessidade, isso se resume na questão da utilização da sua VM, por exemplo se você colocar um arquivo de 5 GB nessa VM poderá visualizar que seu VHD vai aumenta 5 GB.

     

    Espero ter ajudado.

    Abraços


    Levi Bertolino. Virtualization. http:\\lbertolino.wordpress.com Não preciso ser reconhecido, não é isso que eu quero. Só espero poder compartilhar algun conhecimento, e lhe ajudar de alguma forma.
    sexta-feira, 19 de novembro de 2010 14:08
  • Levi,

    Você explicou tudo... tirou exatamente todas as minhas dúvidas.

    Muito obrigado.

    Abs,

    Pedro.

    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 16:20
  • Espero ter ajudado amigão.

    Abraços


    Levi Bertolino. Virtualization. http:\\lbertolino.wordpress.com Não preciso ser reconhecido, não é isso que eu quero. Só espero poder compartilhar algun conhecimento, e lhe ajudar de alguma forma.
    segunda-feira, 22 de novembro de 2010 17:02
  • Pedro,

    A explicação que talvez você precise o Levi passou, que é o disco expandido dinamicamente.

    O que acontece é o seguinte, quando você cria uma máquina virtual, por padrão o hyper-v cria o disco VHD como um disco expandido dinamicamente, por isso que os seus discos estão com este tamanho especifico, que no caso foi o que a instalação do sistema operacional consumiu na instalação, atualização, instalação de drivers e etc. A medida que você vai inserindo dados neste seu VHD, ele vai expandindo dinamicamente até o limite que você especificou na hora da criação que são os 40 gigas.

    Você tambêm pode criar outros tipos de disco fazendo a criação da máquina virtual, e escolhendo a opção criar um disco posteriormente, podendo assim, criar um disco fixo, expandido dinamicamente e um disco de diferenciação, conforme o Levi explicou acima.

    No caso de um File Server, vai depender do disco que você inserir na criação, se você inserir um disco expandido dinamicamente, a medida que você inserir arquivos no VHD ele vai crescer dinamicamente com a inserção dos arquivos até o limite que você vai especificar na criação do VHD. Particularmente não acho a melhor escolha para um ambiente de produção.

    Se você criar um disco Fixo, ele terá o tamanho especificado + 1 giga que o Hyper-v adiciona por padrão.

     

    Caso tenho mais alguma dúvida poste para poder te ajudar.

    Grande abraço


    Gustavo Santos - ITIL Foundation - ISO 27002 - http://virtualizing.wordpress.com/
    quarta-feira, 24 de novembro de 2010 20:55
  • Gustavo e Levi,

    Obrigado pelas informações.

    Então estou com uma duvida muito cruel. Seria assim...

    Hoje tenho a intenção de deixar meu File Server com 500GB de espaço em disco, nesse servidor terá o papel de File Server, Print Server e Wsus... Só que assim, de arquivos eu tenho 100GB, WSUS 40.0GB mais a instalação do Windows 2008 Standart ou Enterprise teria ao todo ai uns 170GB ocupado e um restante de 330GB de sobra.

    A minha duvida é na hora do backup: Se eu colocar o disco como tamanho fixo hoje não terei espaço mais para copiar os meus VHD´s agora se eu deixar dinamicamente possuo espaço em disco e hoje atualmente o crescimento desse File Server não é tão significante.

    Acha que vale a pena deixar dinamicamente nesse caso ???

    Abs,

    Pedro.

    terça-feira, 30 de novembro de 2010 20:13
  • Olá Pedro,

    Então, você poderia descrever como você vai disponibilizar estas máquinas na rede?

    Quantas placas de rede existem em seu host?

    Você deseja colocar as 3 funções em uma máquina virtual apenas?

     - Caso o seu host tenha apenas uma placa de rede isso pode vir a complicar você futuramente, dependendo da quantidade de usuários que você possuir na rede e pelo tamanho dos arquivos que estaram armazenados no seu File Server. Uma grande quantidade de usuários utilizando o seu file server com arquivos consideravelmente grandes podem complicar o I/O neste servidor.

    Responda as outras perguntas para ver o que podemos fazer com as ferramentas que você tem na mão.

    Aguardo sua resposta.

    Grande abraço


    Gustavo Santos - ITIL Foundation - ISO 27002 - http://virtualizing.wordpress.com/
    terça-feira, 30 de novembro de 2010 21:06
  • Olá Gustavo,

    Seria assim o modelo:

    Possuo um Host com um DataCenter 2008 hospedando 6 servidores virtuais. Possuo 2 placas de redes, 1 de backup e 1 em uso.

    Nesses servidores virtuais em que quero migrar eu possuo atualmente 1(2003) wsus, print server e o anti-virus e 1(2003) File Server. O que quero fazer é:

    Criar uma nova VHD como descrevi acima juntando todos esses serviços em um único servidor utilizando a mesma placa de rede dos demais.

    Atualmente tenho 45 usuários na rede compartilhando esse tipo de serviço. Sobre o tamanho dos arquivos não são grandes não, posso te dar uma garantia de que 85% são tudo PDF e OFFICE.

    Você aconselha a instalar novas placas de redes para cada servidor virtual por exemplo ? Pelo que entendi parece que foi isso.

    Abs,

    Pedro.

    terça-feira, 30 de novembro de 2010 21:47
  • Pedro,

    Vamos lá, então o que eu sugiro é o seguinte, não misture esses serviços em apenas uma máquina virtual, a Microsoft recomenda que cada serviço seja executado em máquinas separadas para garantirem um melhor desempenho.

    Seguinte, dependendo da configuração de seu host você consegue criar cada máquina com seu serviço, por exemplo o AD em um computador, o file server em outro, o Wsus em outro, File server e assim vai. Efetuando a configuração desta forma você tem serviços separados em servidores diferentes e a garantia de estabilidade de cada Role em seu SO, isso com certeza vai diminuir um problema futuro.

    Como seu ambiente é pequeno sugiro fazer desta forma.

    Relacionado aos VHD´s, o que você pode fazer é o seguinte:

    Crie as máquina virtual com o VHD do sistema operacional como expandido dinâmicamente, como o seu ambiente é pequeno, não irá afetar a nível de performance. No caso do disco virtual para o file server e o local onde você vai armazenar a base de dados do WSUS, crie os discos virtuais como Físicos, assim você vai conseguir aumentar a performance de seus discos, que no caso vai ser para entrada e saida dos dados.

    Uma outra dica é que dependendo de seu antivirus, não é recomendado instalar uma função de servidor juntamente com ele, isso pode aumentar a superficie de ataque em seu servidor, fazendo que seu ambiente fique desprotegido. Instalar outras funções abre portas em seu servidor de antivirus, complicando a saúde de suas máquinas e servidores.

    Se você puder adicionar uma placa de rede extra neste servidor seria muito bom, e apenas direcionar ela para os serviços executados em sua rede que exigem mais buscas por aquivos, escrita e leitura ( Input/Output - SQL, WSUS, File Server ).

    Uffa. Acho que consegui responder sua pergunta.

    Monte o seu ambiente de forma segura para tentar diminuir os problemas futuros e que consiga suportar a demana hoje da empresa. Essa seria uma ótima prática.

    Qual a configuração de seu host? (CPU, MEMÓRIA, DISCOS)

    Aguardo sua reposta.

     

    Grande abraço.


    Gustavo Santos - ITIL Foundation - ISO 27002 - http://virtualizing.wordpress.com/
    terça-feira, 30 de novembro de 2010 22:19
  • Gustavo,

    Adoro esses tipos de discussões... sempre são positivas !!! rsrsrs

    Então sobre a configuração de meu Host os servidores virtuais nem estao fazendo cócegas nele.. Tenho dois processadores fisicos com dual chanel neles formando um QuadCore, tenho 12GB de RAM, RAID nos discos 0 e 1 e uma HD que hospeda todos os VHD´S que ocupam em um espaçõ fisico 350GB. Meus servidores hoje não são tão complexos não mas a minha meta é reduzir servidores por mais o ambiente que vc me montou hoje já possuo isso mas quero reduzir meus servidores, acho que um WSUS, File Server e Print Server serviços básicos de rede na qual não vejo problema de ingressar tudo num único servidor. Ou vc acha que eu ainda estou errado em pensar assim ?

    Sobre a placa de rede, vc está mais do que certo, vou comprar uma intel para isso e posso hospedar esse hardware nesse futuro servidor.

    Hoje eu faço o backup das vhd´s no windows server backup na qual estou achando excelente.....

    É isso ai....

    Abs

    Pedro

    terça-feira, 30 de novembro de 2010 23:21
  • Pedro,

    Essas discussões são bastante produtivas mesmo. Gosto muito também.

    Então, se o seu servidor não está sobrecarregado você pode fazer o que te indiquei, coloque cada serviço em uma VM, isso vai ser legal.

    Seu pensamento de reduzir a quantidade de máquinas em seu ambiente é legal, mas é bom seguir o script Microsoft de cada serviço no seu servidor, isso mantem o serviço saudável e tudo funcionando perfeitamente, já tive experiência de colocar vários serviços no mesmo servidor e no final tive um retrabalho imenso para redimensionar a estrutura e refazer tudo certinho.

    Falando dos serviços acho que você poderia colocar o Wsus e o Print server na mesma VM, File Server eu já acho que deve ser separado por conter conteúdo de usuários, isso é um ponto a se pensar por informações, e informação é tudo para uma empresa. Print server não tem a necessidade de ficar em um servidor sozinho pelo tamanho de seu ambiente, pode ficar junto com o WSUS.

    Lembre sempre de manter organizado o seu ambiente e mapear onde os serviços rodam para ter um mapa para futuras resoluções de problemas. (ISSO AJUDA BASTANTE)

    Agora é colocar a mão na massa e boa sorte pra você. Se precisar de mais alguma coisa poste ai.

    Grande abraço


    Gustavo Santos - ITIL Foundation - ISO 27002 - http://virtualizing.wordpress.com/
    • Sugerido como Resposta Thiago Farias domingo, 2 de janeiro de 2011 18:56
    terça-feira, 30 de novembro de 2010 23:42
  • Gustavo,

    Muito obrigado por ter me dado atenção ai. Acho que são boas práticas sim a se fazer !

    E ao Levi por ter informado como Hyper-V trabalha na criação de seus discos, acho que é isso mesmo... Quem tiver minhas duvidas lendo esse forum vai entender perfeitamente...

    Migrações dia 20,21 e 22 direto !!!! rsrs...

    Grande Abraço,

    Pedro.

    quarta-feira, 1 de dezembro de 2010 00:00
  • Se precisar de mais alguma coisa poste ai.

    É sempre bom ajudar, discutir e aprender mais a cada dia.

     

    Abraçooo e boa sorte


    Gustavo Santos - ITIL Foundation - ISO 27002 - http://virtualizing.wordpress.com/
    quarta-feira, 1 de dezembro de 2010 00:03