none
Migração de VM Hyper-V (mantendo VHDs na origem) RRS feed

  • Pergunta

  • Senhores,

    Desejamos fazer uma migração de VMs Hyper-V na empresa, o cenário é o seguinte:

    O servidor será atualizado de Windows 2008 para Windows 2008 R2, como não existe espaço para atualização a partição de sistema operacional terá de ser formatada.
    As VMs Hyper-V estão em outras partições, com os VHDs separados entre essas partições (de acordo com a utilização de cada uma).

    O problema que enfrentamos é o seguinte:

    Ao exportar as VMs o Hyper-V recolhe todos os VHDs das origens, configurações e junta tudo numa única pasta. Quando a VM é importada o Hyper-V não redistribui os VHDs de acordo com o layout anterior. Todos os VHDs permanecem na mesma pasta recém criada.
    Simulamos esse teste num servidor de backup, usando o mesmo esquema de partições que temos no servidor de produção.

    Gostaríamos de saber se existe uma forma de exportar somente as configurações do Hyper-V e, após a instalação do Windows 2008 R2, importar novamente para que sejam reconhecidas todas as configurações existentes nas VMs antes da formatação, incluindo o caminho original dos VHDs (sem ter de alterar sua localização). Nos testes de importação que fizemos o Hyper-V sempre busca os VHDs na pasta padrão que ele cria no momento da exportação.

    OBS: O Hyper-V possui opção de exportar apenas configurações, mas exige que depois os VHDs sejam reunidos na mesma pasta que ele cria para importação. Essa opção não é interessante nesse caso.

    Existe alguma outra ferramenta que automatize esse processo? Alguma idéia?

    Obrigado, abraços!
    Rodrigo Correia
    quinta-feira, 15 de abril de 2010 20:32

Respostas

  • Rodrigo,

    Vou expor o meu ponto de vista sobre seu cenário. Pelo ponto de vista pratico o Windows Server 2008 R2 é um novo Sistema Operacional, diferente do Windows Server 2008, tendo essa visão, algumas roles que temos no Windows Server 2008 tem formas de serem migradas para o Windows Server 2008 R2 usando os próprios recursos do Windows.

    EU optaria por recriar a configuração novamente, porque entre usar o Export / Import e recriar novamente a configuração das VMs são mais ou menos o mesmo tempo, e por outro lado em recriar novamente a configuração, você pode fazer um trabalho de "redução", ou melhor, reestruturação da configuração das VMs, porque muitas das vezes quando criamos uma VM colocamos sempre um pouco a mais de memória, disco (poucas vezes fazemos um trabalho em cima do crescimento do disco), processamento e etc.

    Talvez quando iniciou esse processo de consolidação dos servidores físicos para virtual, não tenha usado uma ferramenta como o Microsoft MAP para capturar as informações para verificar se aquele servidor com um determinado aplicativo ou serviço e um candidato a virtualização ou é candidato a virtualização, mas em outra fase, porque temos três tipos de candidatos a virtualização.

    Como são idéias que estou expondo seria legal verificar esses pontos de reestruturação da configuração das VMs, assim você pode retirar de quem não precisa e alocar mais recursos há quem precisa.

    Existem alguns cenários que podemos ter em cima do seu ambiente, aqui fica a minha dica.

    Se precisar de alguma dica ou informação post!

    Abraços 


    Wilsterman - MCT, MCITP, MCTS, MCSE
    • Marcado como Resposta Rodrigo Correia segunda-feira, 19 de abril de 2010 13:59
    sexta-feira, 16 de abril de 2010 22:29
    Moderador

Todas as Respostas

  • Rodrigo,

    Boa noite, segue um link com os metodos de migração do Windows Server 2008 para Windows Server 2008 R2 com a partição ativa do Hyper-V:http://virtualizationbrazil.wordpress.com/2009/09/15/upgrade-do-windows-server-2008-r2-a-partir-do-windows-server-2008-com-hyper-v/

    Espero que lhe ajude,

    Mas qualquer duvida post.

    Abraços


    Wilsterman - MCT, MCITP, MCTS, MCSE
    quinta-feira, 15 de abril de 2010 22:10
    Moderador
  • Olá Wilsterman,

    Esses métodos não atendem porque exigem que os VHDs sejam movidos das suas origens.
    O que eu gostaria era de apenas salvar as configurações, formatar o servidor, reinstalar o Windows e Hyper-V (dessa vez na versão R2) e então voltar as configurações.

    Eu fazia isso no Virtual Server, salvando o arquivo VMC. Não pode mais ser feito com essa facilidade? O export tem realmente que tirar os VHDs de onde estão na hora de exportar as VMs?

    Abraços

    sexta-feira, 16 de abril de 2010 18:56
  • Rodrigo,

    Boa tarde deixa eu entender mais um pouco seu cenário, quantas máquinas virtuais você tem nesse servidor?!

    Obrigado!


    Wilsterman - MCT, MCITP, MCTS, MCSE
    sexta-feira, 16 de abril de 2010 19:44
    Moderador
  • Boa tarde,

    Bom, tenho 4 servidores nessa situação. Um deles (o mais "populoso") tem 51 máquinas.
    Ele tem basicamente um grande RAID 5 e duas partições: C para o SO e E para os VHDs. Os VHDs das máquinas ficam distribuidos entre várias pastas dentro dessa partição E.

    Tenho um outro servidor com outro esquema de partições: C para o SO e outras três partições para os VHDs. As máquinas têm seus VHDs distribuidos entre essas partições.

    Abraços

    sexta-feira, 16 de abril de 2010 20:23
  • Rodrigo,

    Vou expor o meu ponto de vista sobre seu cenário. Pelo ponto de vista pratico o Windows Server 2008 R2 é um novo Sistema Operacional, diferente do Windows Server 2008, tendo essa visão, algumas roles que temos no Windows Server 2008 tem formas de serem migradas para o Windows Server 2008 R2 usando os próprios recursos do Windows.

    EU optaria por recriar a configuração novamente, porque entre usar o Export / Import e recriar novamente a configuração das VMs são mais ou menos o mesmo tempo, e por outro lado em recriar novamente a configuração, você pode fazer um trabalho de "redução", ou melhor, reestruturação da configuração das VMs, porque muitas das vezes quando criamos uma VM colocamos sempre um pouco a mais de memória, disco (poucas vezes fazemos um trabalho em cima do crescimento do disco), processamento e etc.

    Talvez quando iniciou esse processo de consolidação dos servidores físicos para virtual, não tenha usado uma ferramenta como o Microsoft MAP para capturar as informações para verificar se aquele servidor com um determinado aplicativo ou serviço e um candidato a virtualização ou é candidato a virtualização, mas em outra fase, porque temos três tipos de candidatos a virtualização.

    Como são idéias que estou expondo seria legal verificar esses pontos de reestruturação da configuração das VMs, assim você pode retirar de quem não precisa e alocar mais recursos há quem precisa.

    Existem alguns cenários que podemos ter em cima do seu ambiente, aqui fica a minha dica.

    Se precisar de alguma dica ou informação post!

    Abraços 


    Wilsterman - MCT, MCITP, MCTS, MCSE
    • Marcado como Resposta Rodrigo Correia segunda-feira, 19 de abril de 2010 13:59
    sexta-feira, 16 de abril de 2010 22:29
    Moderador
  • Olá Wilsterman,

    Concordo com você. Pelo jeito é um cenário um tanto complicado para a ferramenta que temos disponível.
    O MAP não foi usado nesse caso porque todas as VMs já existiam no antigo Virtual Server 2005.

    Obrigado pela ajuda!
    Abraços

    segunda-feira, 19 de abril de 2010 13:59