none
Planejamento Storage group e Bases exchange 2010 SP1 RRS feed

  • Pergunta

  • Olá!

     

    Gostaria de saber qual é a melhor maneira de planejar a instalação do Exchange 2010 SP1 Enterprise em um Windows 2008 R2 SP1, com relação a criação das bases, storage group e tamanho dos discos.

    Meu ambiente atual (Exchange 2007 SP2 Enterprise, Windows 2003 SP2) possui 8 discos de tamanhos diferentes, com uma somatória de 950 GB de disco sendo 600 GB de dados e 350 GB Livre. Pretendo criar uma VM no Hyper-V com 4 discos de 250 GB cada um deles. Não sei se é relevante mas, pretendo colocar 14 GB de RAM nesta máquina e posteriormente criar um outro nó com as mesmas configurações.

    A primeira pergunta é qual a melhor maneira de trabalhar com discos grandes? 1 disco de 1 TB ou 2 de 500 GB ou é melhor proceder com 4 de 250 GB?

    Para um ambiente com aproximadamente 700 contas, posso trabalhar com até quantos storage group e quantas data base por storage group?

    Qual é o limite máximo de tamanho recomendado por data base, para melhor gerenciamento e desempenho?

    Grato,

     

    Quilson


    MCP
    sexta-feira, 27 de maio de 2011 15:45

Respostas

  • Ola Quilson,

    Peço desculpa pela demora para responder sua questão, mas vamos lá.

    Existe uma necessidade de avaliação do seu planejamento, PQ?
    Com o Exchange 2010 a complexidade para gerenciar seus Databases reduziu muito. Veja da seguinte forma, no Exchange 2007, você precisava planejar de uma forma muito complexa os discos do servidor ou até mesmo um possível CCR, sendo que com o Exchange você tem o DAG que é precisa de apenas 2 servidores para montar sua estrutura HA sem complicação.
    Tendo em vista tambem que o consumo de discos no Exchange 2010 foi reduzido e muito você pode planejar sua estrutura de armazenamento com Direct Attached com discos SATA ou até mesmo JBOD com discos SATA.
    Sendo assim o melhor cenario pra você seria trabalhar com discos de tamanho unico, Isso porque a necessidade de IO comparado ao seus antecessores reduziu muito com informado acima.

    E em relação a Storage Group, lembre-se que o Exchange 2010 não trabalha mais com Storage Group, ele utiliza apenas Databases. Isso é muito bom, pois com uma grande mudança que ocorreu é que o Database não é mais vinculado ao servidor e sim a organização. Facilitando assim a criação do DAG.

    Respondendo outra pergunta sua, o limite recomendado para um Database no Exchange 2010 é 2 TB, Isso para facilitar a movimentação em um ambiente DAG.
    No exchange 2007 esse limite era  200 GB. Abaixo segue o link com mais informações sobre discos:
    http://technet.microsoft.com/en-us/library/dd638137(EXCHG.140).aspx 

     

    A algum tempo coloquei no meu blog informações sobre a mudança no gerenciamento de discos no Exchange 2010, Segue abaixo o link:

    http://jonathanrsantos.wordpress.com/2011/04/21/arquitetura-de-discos-no-exchange-2010-parte-1/


    Jonathan Santos | http://jonathanrsantos.wordpress.com MCP | MCSA | MCSA Messaging | MCSE
    terça-feira, 31 de maio de 2011 21:35
    Moderador

Todas as Respostas

  • Ola Quilson,

    Peço desculpa pela demora para responder sua questão, mas vamos lá.

    Existe uma necessidade de avaliação do seu planejamento, PQ?
    Com o Exchange 2010 a complexidade para gerenciar seus Databases reduziu muito. Veja da seguinte forma, no Exchange 2007, você precisava planejar de uma forma muito complexa os discos do servidor ou até mesmo um possível CCR, sendo que com o Exchange você tem o DAG que é precisa de apenas 2 servidores para montar sua estrutura HA sem complicação.
    Tendo em vista tambem que o consumo de discos no Exchange 2010 foi reduzido e muito você pode planejar sua estrutura de armazenamento com Direct Attached com discos SATA ou até mesmo JBOD com discos SATA.
    Sendo assim o melhor cenario pra você seria trabalhar com discos de tamanho unico, Isso porque a necessidade de IO comparado ao seus antecessores reduziu muito com informado acima.

    E em relação a Storage Group, lembre-se que o Exchange 2010 não trabalha mais com Storage Group, ele utiliza apenas Databases. Isso é muito bom, pois com uma grande mudança que ocorreu é que o Database não é mais vinculado ao servidor e sim a organização. Facilitando assim a criação do DAG.

    Respondendo outra pergunta sua, o limite recomendado para um Database no Exchange 2010 é 2 TB, Isso para facilitar a movimentação em um ambiente DAG.
    No exchange 2007 esse limite era  200 GB. Abaixo segue o link com mais informações sobre discos:
    http://technet.microsoft.com/en-us/library/dd638137(EXCHG.140).aspx 

     

    A algum tempo coloquei no meu blog informações sobre a mudança no gerenciamento de discos no Exchange 2010, Segue abaixo o link:

    http://jonathanrsantos.wordpress.com/2011/04/21/arquitetura-de-discos-no-exchange-2010-parte-1/


    Jonathan Santos | http://jonathanrsantos.wordpress.com MCP | MCSA | MCSA Messaging | MCSE
    terça-feira, 31 de maio de 2011 21:35
    Moderador
  • Ola Quilson,

    Alguma novidade?


    Jonathan Santos | http://jonathanrsantos.wordpress.com MCP | MCSA | MCSA Messaging | MCSE
    quarta-feira, 1 de junho de 2011 20:33
    Moderador
  • Olá Jonathan,

     

    Muito obrigado pela resposta.

    Na verdade não sabia que o Exchange 2010 tinha tido estas melhorias.

    Achei melhor postar esta dúvida pois, trabalhamos com o Exchange 2007 e tivemos alguns problemas que ao meu ver faltou um pouco de planejamento, dentre os problemas, tive situações de database que ficavam muito grande em pouco período de tempo, e quando o disco ficava com apenas 2 GB livre, as mensagens paravam de chegar.

    Na verdade este post foi o primeiro passo para iniciar este possível projeto. Irei procurar mais material na net antes de começar, e principalmente irei dar uma verificada nestas mudanças do 2007 para o 2010 que conforme você informou, percebo que foram significativas.

    Em relação ao que tenho em mente, em virtualizar dois server no Hyper V, é tranquilo fazer isto e trabalhar com DAG?

     

    Muito Obrigado!


    MCP
    segunda-feira, 6 de junho de 2011 15:16
  • Ola Quilson,

    É sim e recomendado inclusive, pois uma das novidades do DAG no SP1 é o suporte ao Migração online em Hypervisores (Ex: Live Migration e vMotion). Assim, quando um dos server que esta no nó de um Cluster Hyper-v cair ele sera automaticamente redirecionado para o server Ativo.
    No seu caso que utiliza Hyper-v o beneficio será o Live Migration.

    Mas lembre-se Quick Migration não é suportado.

    Qualquer duvida estamos ai!!

    Att, 


    Jonathan Santos | http://jonathanrsantos.wordpress.com MCP | MCSA | MCSA Messaging | MCSE
    segunda-feira, 6 de junho de 2011 15:33
    Moderador