none
Diminuir o tamanho do Banco de Dados Exchange 2013 e manutenção RRS feed

  • Pergunta

  • Olá, 

    Geralmente quando o tamanho da unidade em que os arquivos de Log´s do Exchange 2013 SP1 são armazenados estão chegando no limite, eu faço um backup da unidade utilizando a ferramenta de backup do Windows 2012 com a opção de Log circular habilitada para que ele faça a limpeza e depois eu desabilito o log circular novamente.

    Agora em relação ao Banco de Dados do Exchange 2013 eu tenho essa dúvida: 

    Li em artigos na internet que podemos usar dois procedimentos:

    usar o Defrag offline e desmontar as bases para reduzir o tamanho
    ou criar uma nova base de dados e mover as caixas para esta nova base.

    Tanto um como o outro é um procedimento comum de se fazer? Estou no caminho certo? ou existe um recurso apropriado para realizar esta manutenção?

    Obs.: O ambiente é:

    - Ambiente virtualizado Exchange é virtualizado
    - Tenho cerca de 30 caixas de e-mail
    - Cada caixa tem tamanho de 5Gb a 10Gb

    Desculpe a pergunta mas não tenho tanto conhecimento na ferramenta.

    Fico grato de me ajudarem.


    sexta-feira, 12 de agosto de 2016 13:18

Respostas

  • Bom dia Fabio,

    Vou sumarizar em pontos:

    1. No quesito habilitar o log circular, realizar o backup e desabilitar o log, não tem necessidade. Ou você mantém o log circular habilitado, a fim de economizar o espaço em disco. Ou toda vez que você realizar um backup, o mesmo já trunca os logs, sendo assim, você pode exclui-los manualmente.
    2. Defrag é sempre bom rodar, visto que em databases grandes, os espaço de "lixo" acaba ocupando muito espaço em disco.
    3. Quanto a criar um nova database, isso é recomendado de tempos em tempos, porque em tese (tirando o que o defrag consegue diminuir) após o aumento de uma database, mesmo que você contenha menos informação lá dentro, ela continuará ocupando espaço em disco.

    Resumindo, você está no caminho certo (baseando-se nas recomendações Microsoft) para manter o ambiente livre problemas.

    Nota: Sempre mantenha um backup atualizado e testado do seu ambiente.


    Att., Roberto Alves

    Por favor, lembre-se de Marcar como Resposta as postagens que resolveram o seu problema. Essa é uma maneira comum de reconhecer aqueles que o ajudaram e fazer com que seja mais fácil para os outros visitantes encontrarem a resolução mais tarde.



    segunda-feira, 15 de agosto de 2016 14:53

Todas as Respostas

  • Bom dia Fabio,

    Vou sumarizar em pontos:

    1. No quesito habilitar o log circular, realizar o backup e desabilitar o log, não tem necessidade. Ou você mantém o log circular habilitado, a fim de economizar o espaço em disco. Ou toda vez que você realizar um backup, o mesmo já trunca os logs, sendo assim, você pode exclui-los manualmente.
    2. Defrag é sempre bom rodar, visto que em databases grandes, os espaço de "lixo" acaba ocupando muito espaço em disco.
    3. Quanto a criar um nova database, isso é recomendado de tempos em tempos, porque em tese (tirando o que o defrag consegue diminuir) após o aumento de uma database, mesmo que você contenha menos informação lá dentro, ela continuará ocupando espaço em disco.

    Resumindo, você está no caminho certo (baseando-se nas recomendações Microsoft) para manter o ambiente livre problemas.

    Nota: Sempre mantenha um backup atualizado e testado do seu ambiente.


    Att., Roberto Alves

    Por favor, lembre-se de Marcar como Resposta as postagens que resolveram o seu problema. Essa é uma maneira comum de reconhecer aqueles que o ajudaram e fazer com que seja mais fácil para os outros visitantes encontrarem a resolução mais tarde.



    segunda-feira, 15 de agosto de 2016 14:53
  • Certo,

    O que você quer dizer em trucar os logs? Ja fiz testes em que se eu não habilitasse o log circular, mesmo realizando o backup, os logs não eram limpos automaticamente, por isso ficava sempre desabilitando e habilitando.

    terça-feira, 16 de agosto de 2016 11:25
  • Bom dia Nara,

    Truncar = Comitar os logs na database.

    Se for adotar uma abordagem de utilização do log circular, o mantenha habilitado ou desabilitado. Provável que o que acontecia é que ao habilitar os log circular, seus logs eram limpos e quando você realizava o backup, tinha a impressão de que foi ele quem limpou, entretanto, a função do log circular é essa.


    Att., Roberto Alves

    Por favor, lembre-se de Marcar como Resposta as postagens que resolveram o seu problema. Essa é uma maneira comum de reconhecer aqueles que o ajudaram e fazer com que seja mais fácil para os outros visitantes encontrarem a resolução mais tarde.

    terça-feira, 16 de agosto de 2016 12:17