none
Arquivo fonte do SQL RRS feed

  • Pergunta

  • Boa tarde

    Pessoa se eu pegar o arquivo direto da pasta DATA do SQLServer e colar na pasta data de outro SQLServer em outro pc vou conseguir usar esse banco de dados normalmente sem perca de dados? POr exemplo uma máquina pifou e mas consegui recuperar os dados do HD então copiar o arquivo fonto do banco de dados em outro HD com a mesma versão do SQLServer. Basta colocar na pasta DATA novamente ou preciso fazer mais alguma coisa?


    Alexandre
    sexta-feira, 14 de janeiro de 2011 18:52

Respostas

  • Alexandre,

    Você necessita copiar todos os arquivos do banco de dados em questão, tanto arquivos de dados como o(s) arquivo(s) de log. Com estes arquivos em mãos você consegue anexar (Attach) este banco de dados em outra instância do SQL Server.

    Atenção à versão do SQL. Você restaurar uma versão antiga numa mais recente mas o inverso, não.

     

    Abraços


    Erickson Ricci - MCP, MCTS, MCTS BI - ericksonricci.wordpress.com
    sexta-feira, 14 de janeiro de 2011 20:44
  • Alexandre,

     

    A questão é a seguinte, a pasta onde creio que voce esta chamando de fonte do sql é a pasta de instalaçao, porem, os dados não ficam ai, os dados ficam em arquivos .mdf, .ndf e o arquivo de log, .ldf, em relação a pasta de instalção não é necessaria sua copia, uma vez que para ter o sql em outra maquina é só instalar, para não haver perca de dados, é preciso que voce copie os arquivos citados antes e realize o attach na nova instancia do sql como dito pelo Erickson.

    • Marcado como Resposta Alexandre Carmo segunda-feira, 17 de janeiro de 2011 13:13
    domingo, 16 de janeiro de 2011 19:04
    Moderador
  • Alexandre

    Pelo que você comenteou imagino que a sua neessidade é uma solução de Alta disponibilidade de seu servidor, sendo assim segue algumas explicações bem básicas sobre o tema proposto...

    Cluster
      Cluster é dedicado para alta disponibilidade, começando com no mínimo 2 nós (ou seja 2 servidores) que são configurados em cluster, que prover a alta disponibilidade do serviço clusterizado (sql por exemplo) se um server falhar o outro servidor assume imediatamente o serviço e continua executando tudo isto transparente para o usuário, o nome e ip permanece o mesmo... e o tempo de indisponibilidade para o usuário é somente o tempo do failover (transferencia de serviço entre o nós) ou seja aprox. 1 min. Podemos ter ainad uma configuração ativo-ativo ou ativo-passivo, que é:
    Ativo-ativo
      Em um cenário com 2 nós os 2 servidores executam uma instancia do SQL, se uma delas falhar o outro nó assume as 2 instâncias.
    Ativo-passivo
      Em um cenário com 2 nós, a instancia roda em um servidor e o outro fica aguardando a falha para assumir a instancia do SQL Server.

    Esta é uma explcação estremamente básica, mais detalhes no link http://download.microsoft.com/download/6/9/D/69D1FEA7-5B42-437A-B3BA-A4AD13E34EF6/SQLServer2008FailoverCluster.docx

    Mirroring
    Como uma solução de cluster precisa de um pouco mais de investimento (no mínimo 2 servidores 3 1 storage) e depedendo do tamanho da empresa não se investe o suficiente para manter um cluster, no SQL temos algumas alternativa que também podem suportar falhas (mas não como um cluster) o Mirrorin espelha o seu banco em outro servidor, e se por acaso acontecer uma falhar você deve apontar a sua aplicação para o outro servidor SQL (que pode ser automático com o witness).
    novamente esta eplicação é básica, maiores informações sobre o mirroing  no link http://msdn.microsoft.com/en-us/library/ms189852.aspx

    OBS. Opnião pessoal, pense em cluster o investimente hoje em dia já não tão absurdo!

    Att.
    Marcelo Fernandes

     


    MCP, MCDBA, MCSA, MCTS.
    Se útil, classifique!!!
    Me siga no twitter: @marcelodba

    • Marcado como Resposta Alexandre Carmo segunda-feira, 17 de janeiro de 2011 14:35
    segunda-feira, 17 de janeiro de 2011 13:57
    Moderador

Todas as Respostas

  • Alexandre,

    Você necessita copiar todos os arquivos do banco de dados em questão, tanto arquivos de dados como o(s) arquivo(s) de log. Com estes arquivos em mãos você consegue anexar (Attach) este banco de dados em outra instância do SQL Server.

    Atenção à versão do SQL. Você restaurar uma versão antiga numa mais recente mas o inverso, não.

     

    Abraços


    Erickson Ricci - MCP, MCTS, MCTS BI - ericksonricci.wordpress.com
    sexta-feira, 14 de janeiro de 2011 20:44
  • Alexandre,

     

    A questão é a seguinte, a pasta onde creio que voce esta chamando de fonte do sql é a pasta de instalaçao, porem, os dados não ficam ai, os dados ficam em arquivos .mdf, .ndf e o arquivo de log, .ldf, em relação a pasta de instalção não é necessaria sua copia, uma vez que para ter o sql em outra maquina é só instalar, para não haver perca de dados, é preciso que voce copie os arquivos citados antes e realize o attach na nova instancia do sql como dito pelo Erickson.

    • Marcado como Resposta Alexandre Carmo segunda-feira, 17 de janeiro de 2011 13:13
    domingo, 16 de janeiro de 2011 19:04
    Moderador
  • Alexandre,

    Vejo que o que você preisa de de uma solução de alta disponibilidade, se o seu projeto puder comportar um cluster seria o ideal... caso contrario vc pode pensar em mirroring...

    Att.
    Marcelo Fernandes


    MCP, MCDBA, MCSA, MCTS.
    Se útil, classifique!!!
    Me siga no twitter: @marcelodba

    segunda-feira, 17 de janeiro de 2011 11:28
    Moderador
  • Pessoal valeu pela ajuda era como pensei mesmo, vou copiar o arquivo mdf e o ldf e abrir em um SQL da mesma versão.

     

    Marcelo desculpa sou um pouco leigo ainda em SQLServer, vocÊ poderia me explicar as duas opções? Cluster e mirror


    Alexandre
    segunda-feira, 17 de janeiro de 2011 13:13
  • Alexandre

    Pelo que você comenteou imagino que a sua neessidade é uma solução de Alta disponibilidade de seu servidor, sendo assim segue algumas explicações bem básicas sobre o tema proposto...

    Cluster
      Cluster é dedicado para alta disponibilidade, começando com no mínimo 2 nós (ou seja 2 servidores) que são configurados em cluster, que prover a alta disponibilidade do serviço clusterizado (sql por exemplo) se um server falhar o outro servidor assume imediatamente o serviço e continua executando tudo isto transparente para o usuário, o nome e ip permanece o mesmo... e o tempo de indisponibilidade para o usuário é somente o tempo do failover (transferencia de serviço entre o nós) ou seja aprox. 1 min. Podemos ter ainad uma configuração ativo-ativo ou ativo-passivo, que é:
    Ativo-ativo
      Em um cenário com 2 nós os 2 servidores executam uma instancia do SQL, se uma delas falhar o outro nó assume as 2 instâncias.
    Ativo-passivo
      Em um cenário com 2 nós, a instancia roda em um servidor e o outro fica aguardando a falha para assumir a instancia do SQL Server.

    Esta é uma explcação estremamente básica, mais detalhes no link http://download.microsoft.com/download/6/9/D/69D1FEA7-5B42-437A-B3BA-A4AD13E34EF6/SQLServer2008FailoverCluster.docx

    Mirroring
    Como uma solução de cluster precisa de um pouco mais de investimento (no mínimo 2 servidores 3 1 storage) e depedendo do tamanho da empresa não se investe o suficiente para manter um cluster, no SQL temos algumas alternativa que também podem suportar falhas (mas não como um cluster) o Mirrorin espelha o seu banco em outro servidor, e se por acaso acontecer uma falhar você deve apontar a sua aplicação para o outro servidor SQL (que pode ser automático com o witness).
    novamente esta eplicação é básica, maiores informações sobre o mirroing  no link http://msdn.microsoft.com/en-us/library/ms189852.aspx

    OBS. Opnião pessoal, pense em cluster o investimente hoje em dia já não tão absurdo!

    Att.
    Marcelo Fernandes

     


    MCP, MCDBA, MCSA, MCTS.
    Se útil, classifique!!!
    Me siga no twitter: @marcelodba

    • Marcado como Resposta Alexandre Carmo segunda-feira, 17 de janeiro de 2011 14:35
    segunda-feira, 17 de janeiro de 2011 13:57
    Moderador
  • Boa tarde

    Marcelo valeu pela explicação, show de bola mesmo sua explicação, realmente não vai ser possível cluster, mas vou querer estudar a fundo essa matéria.

    Obrigado


    Alexandre
    segunda-feira, 17 de janeiro de 2011 14:35