none
Alguém já ouviu falar em CLOUD INVENTORY TOOL? RRS feed

  • Pergunta

  • Boa noite,

    Tenho um cliente que recebeu uma solicitação de instalação do CLOUD INVENTORY TOOL, que é uma solução usada pela Microsoft para fazer o levantamento dos softwares utilizados. Em várias ocasiões atendemos clientes através do PUA, mas esta é a primeira vez para usto desta ferramenta. O cliente me fez uma série de perguntas e não consegui responder algumas, não achei nenhum material confiável na internet.

    Grato,

    Ewerton

    segunda-feira, 28 de março de 2016 22:35

Todas as Respostas

  • Boa noite Ewerton, já ouvi falar dessa ferramenta, ela e fornecida por uma empresa chamada Squalio para fazer o controle das licencas de software - creio eu que você já tenha visto isso em suas pesquisas.

    Mas ate onde vão meus conhecimentos, desconheço qualquer vinculo com a Microsoft.

    Abraco!

    Por favor, marque como resposta caso tenha lhe ajudado.

    Rogerio Dias - MCT, MCSA, MCITP, MCTS, MCP, MS & ITIL


    Roger Dias MCTS - Microsoft Certified Technology specialist MCITP - Server Administrator

    segunda-feira, 28 de março de 2016 23:00
  • Essa ferramenta é do Microsoft System Center Manager Server

    Boa noite


    Ana Gauna (Senior System Analist, MCSE, MCDBA, CCNA2) - Skype: amgauna

    segunda-feira, 28 de março de 2016 23:57
  • Legal Ana, obrigado pela contribuição, não tinha conhecimento dessa feature.


    Roger Dias MCTS - Microsoft Certified Technology specialist MCITP - Server Administrator

    terça-feira, 29 de março de 2016 01:01
  • Boa noite, vejam abaixo parte do corpo do e-mail que o cliente recebeu da Microsoft, parece ser um pouco intrusiva...

    • O que é CLOUD INVENTORY TOOL (CIT)?

    Trata-se de uma ferramenta online e gratuita que realiza uma avaliação do parque de máquinas de sua empresa, a fim de fornecer um inventário dos ativos de software da mesma. Esta solução será executada por um período de 14 (quatorze) dias e reunirá as licenças Microsoft que encontram-se nos computadores (desktops, notebooks, servidores e etc.) conectados à rede da sua empresa.

    A solução foi desenvolvida e configurada para não impactar seus negócios, bem como nenhum software será instalado em seus computadores e o tamanho do arquivo de tal ferramenta foi otimizado, sendo menor que um arquivo do Excel (20kb).

    • Quais os benefícios da ferramenta CIT?

    A CIT é uma ferramenta automática que necessita de pouca assistência técnica para sua execução. Além disto, sua empresa obterá um relatório conciso com todos seus os registros de licenciamento, terá assistência técnica e especializada em licenciamento sem custo e contará com orientações sobre Gestão de Ativos de Software, eliminando desperdícios e reduzindo os riscos de não conformidade.

     A CIT pertence à Microsoft?

    A ferramenta CIT foi desenvolvida pela empresa Snow Software, parceira da Microsoft. Maiores informações podem ser obtidas por meio do site:

    http://www.microsoft.com/pt-br/antipirataria/partners/prestadoresdeservico.aspx

     Esta ferramenta é segura para minha rede?

    CIT é uma ferramenta desenhada para identificar e registrar somente os produtos da Microsoft instalados em seus computadores e servidores. Neste sentido, foi projetada e desenvolvida de acordo com as políticas de privacidade dos clientes Microsoft e especificamente desenvolvida para que não detectar, identificar, ler ou transmitir arquivos pessoais ou corporativos de qualquer natureza. Assim, este é um processo 100% (cem por cento) seguro.

     Quais são as etapas deste processo?

    1.       Cliente executa e conclui o método de coleta de dados CIT;
    2.       Cliente faz acompanhamento da evolução do processo através do site da ferramenta;
    3.       Microsoft analisa os softwares em uso por tal cliente com base nas licenças detidas por este;
    4.       Cliente e Microsoft alinham o resultado da análise elaborada;

     Como devo proceder?

    Siga as instruções contidas no arquivo em anexo, denominado “Cloud Inventory Tool – Step by step (Ferramenta de Inventário em Nuvem – passao a passo)” e para mais informações sobre o processo de conformidade de licenças elaborado pela Microsoft leia o anexo denominado “FAQ”. 

    terça-feira, 29 de março de 2016 02:25
  • No meu ex-emprego a minha Diretora também recebeu uma solicitação similar a essa em 2012 ou 2013 (acho), sendo que o que nós fizemos naquela época foi um levantamento feito manualmente de tudo o que existia de software e licenças compradas, relacionamos tudo muito bem discriminado dentro de uma planilha feita em Excel, e a minha ex-Diretora enviou esse documento (eu fiz xerox de todas as licenças que eu comprei anos atrás) para a Microsoft, via correios (acho).

    Boa noite,


    Ana Gauna (Senior System Analist, MCSE, MCDBA, CCNA2) - Skype: amgauna

    terça-feira, 29 de março de 2016 03:32
  • Achei isso referente as licenças:

    The Microsoft Assessment and Planning (MAP) Toolkit is an agentless inventory, assessment, and reporting tool that can securely assess IT environments for various platform migrations—including Windows 10, Windows 8.1, Windows 7, Office 2013, Office 2010, Office 365, Windows Server 2012 and Windows 2012 R2, SQL Server 2014, Hyper-V, Microsoft Private Cloud Fast Track, and Windows Azure. Microsoft Assessment and Planning (MAP) Toolkit

    Boa noite,


    Ana Gauna (Senior System Analist, MCSE, MCDBA, CCNA2) - Skype: amgauna

    terça-feira, 29 de março de 2016 04:01
  • Obrigado Ana,

    Mas não é isso ainda, o intuito da MS é verificar se o cliente tem algum produto não licenciado, já participei de alguns processos onde enviávamos para a Microsoft uma planilha detalhada, mas é diferente desta vez, estão impondo a implantação deste software na estrutura do cliente.

    terça-feira, 29 de março de 2016 13:09
  • Eu sei, eu tenho mais de 20 anos de experiência trabalhando com informática.

    Até poucos anos atrás essas licenças eram controladas por papel, e depois da invenção desse cloud computing notei que estão querendo fazer o controle sem papel.  

    Na minha sincera opinião, sem papel, a parte administrativa de gerenciamento das empresas não trabalha direito.

    Eu já vi diversos casos, nas últimas semanas, de pessoas perdendo as senhas e o acesso a email e perdendo o acesso a contas de servidores virtuais dentro desse cloud computing.  Dependendo do tipo de trabalho que está sendo executado, a perda de informação, causa demissão de funcionário.

    A área administrativa de empresas tem leis e prazos que tem que obedecer.

    Bom dia


    Ana Gauna (Senior System Analist, MCSE, MCDBA, CCNA2) - Skype: amgauna




    • Editado Ana Gauna terça-feira, 29 de março de 2016 15:44
    terça-feira, 29 de março de 2016 13:24
  • Boa noite Ewerton,

    Recebemos a solicitação da Microsoft para rodar a ferramenta, vou dar o start em algumas horas...
    Assim como você ficou com algumas dúvidas também estou, nunca tinha ouvido falar da mesma.

    Seu cliente atendeu a solicitação da Microsoft? Se sim pode dar algum feedback?

    Abraços,
    Johann Moraes


    • Editado Johann Moraes sexta-feira, 27 de maio de 2016 21:09 edição
    sexta-feira, 27 de maio de 2016 21:08
  • Boa tarde Johann!

    Rodou a ferramenta? Como foi? Ela roda por 14 dias né? qualquer máquina que ligar na rede irá pegar? como fica no caso de ter uma rede onde clientes e visitantes acessam a rede para navegação se eles tiverem com software pirata na máquina deles?

    Recebi a notificação e irei rodar hoje, estou ansioso.

    Abraço,

    Murilo

    segunda-feira, 13 de junho de 2016 15:22
  • Bom dia Murilo!

    Rodei sim, ficou na rede por 14 dias... Identificou todos os computadores/notebooks que estão no domínio (incluindo filiais que estão em VPN)... Aqui Visitantes/terceiros/participantes que não utilizam os computadores da empresa se conectam em uma rede separada...
    Mas acredito que se esses fazem login em seu domínio a ferramenta irá detectar...

    No final dos 14 dias a Microsoft entra em contato e informa como serão as próximas etapas...

    Abraços,
    Johann Moraes

    • Sugerido como Resposta Johann Moraes quinta-feira, 7 de julho de 2016 20:36
    segunda-feira, 20 de junho de 2016 14:14
  • Johann me diga uma coisa se puder me ajudar, vou ter que rodar essa ferramenta aqui na empresa também, mas antes de rodar quero remover alguns Offices que estão instalados que não ocupo, sabe me dizer se essa ferramenta pega os offices mesmo que eu remova eles?
    quinta-feira, 7 de julho de 2016 13:02
  • Bom dia Jardel,

    Segundo o suporte da Microsoft a ferramenta (CIT) detecta o histórico dos softwares instalados, entretanto não se sabe ao certo, pois não existe documentação oficial falando sobre a CIT...

    Eu acredito que não, pois há alguns meses atualizamos a versão dos nossos Offices e a ferramenta não detectou as versões anteriores...

    O download da ferramenta só é liberado após você responder um questionário (quantidade de computadores, smartfones, etc.), bem confuso por sinal, as questões não são claras, tudo vai da interpretação...

    Outro ponto importante é que enquanto a ferramenta está na sua rede você pode acompanhar em tempo real os computadores/softwares que ela já encontrou...

    Se está com mais alguma dúvida me da um toque!

    Abraços,
    Johann Moraes


    Se minha resposta foi útil marque como sugestão.

    quinta-feira, 7 de julho de 2016 14:43
  • Então, a Microsoft entende que se tem um software (no seu caso o Office) instalado mesmo não estando em produção você já utilizou algum dia, ou seja, vão querer que você comprove a compra das licenças...

    Em relação as estações que estão fora do domínio você tem que rodar um .exe que faz o scan e envia o relatório para o inventario... Esse .exe você vai fazer o download direto do portal (liberado após você responder o questionário).

    Abraços,
    Johann Moraes


    Se minha resposta foi útil marque como sugestão.

    quinta-feira, 7 de julho de 2016 19:03
  • Jardel,

    Formatar 260 estações é loucura, literalmente um tiro no pé!! Quais serão teus argumentos? Abriu a empresa hoje? Comprou os computadores hoje?

    Assume que é melhor! É melhor você pagar as licenças dos Offices do que além das licenças pagar multa... Vale lembrar que a multa pode chegar até 3.000 vezes o valor da licença...

    Dê uma olhada nesse link (está atualizado 2016):
    Multa Microsoft

    Fica a dica: Mentir é pior!
    Já acompanhei casos onde a "brincadeira" passou dos 7 dígitos...

    Edição: Levando em consideração também que você não vai ter tempo hábil para fazer isso... Geralmente após o contato da Microsoft você tem o prazo máximo de 48 horas para rodar a CIT. 

    Abraços,
    Johann Moraes


    Se minha resposta foi útil marque como sugestão.





    • Editado Johann Moraes quinta-feira, 7 de julho de 2016 20:35
    • Sugerido como Resposta Johann Moraes quinta-feira, 7 de julho de 2016 20:37
    quinta-feira, 7 de julho de 2016 20:27