none
Qual a melhor forma de ter 2 servidores de arquivos sincronizados de alta disponibilidade? RRS feed

  • Pergunta

  • Bom dia.

    Tenho uma dúvida em um cenário que gostaria de implementar.

    Server1 -  servidor windows server 2012 R2, sendo este um servidor DNS, Dominio, DHCP, e Servidor de Arquivos.

    Server2 - um clone sincronizado do Server1. 

    A idéia é quando o Server 1 cair, o Server2 assuma todas as funções do Server1, sem que os usuários da rede percebam.

    Com relação a DNS, Dominio e DHCP, traquilo essa parte.

    Agora vem minha dúvida: 

    Para servidor de arquivos, utilizo os recursos (DFS Replication + DFS Namespaces) ou ISCSI?

    Qual desses dois recursos devo usar, para que quando qualquer um dos dois servidores cair, o outro servidor assuma de forma automática, sem que os usuários percebam?

     

    quarta-feira, 25 de outubro de 2017 13:13

Respostas

  • Bom dia amigo!

    Cara, em questão de DFS eu vejo assim e coloquei meu ambiente dessa maneira. 

    Server1 apontado para o DFS e replicando - para o Server2 que fica em outra localidade. No caso de a conexão cair entre as localidades, o acesso permanece efetivo e ao voltar a comunicação eu tenho a replica automática.

    Então, teria um \\dominio.com\namespace\compartilhado e no Server1 e Server2 a compartilhado estaria sincronizado.

    Mas, o ideal é cada serviço em um servidor diferente.

    AD, acho importante ter uma redundância também, garantindo alta disponibilidade do serviço.


    • Sugerido como Resposta Augusto R. Souza quinta-feira, 26 de outubro de 2017 12:49
    • Editado Augusto R. Souza quinta-feira, 26 de outubro de 2017 12:53 Complemento
    • Marcado como Resposta Evilkenzera quinta-feira, 26 de outubro de 2017 13:03
    quinta-feira, 26 de outubro de 2017 12:48

Todas as Respostas

  • Ola Evilkenzera

    No caso de ISCSI voce usario para a criacao de um cluster sendo que voce precisa de uma storage compartilhando um disco com os 2 servidores e entao criaria tal cluster.

    A questao do DFS acredito atender a sua necessidade pois nao necessita de uma storage compartilhada entre os servidores, recomendo trabalhar em cima desta solucao caso nao possua recursos para uma storage.

    Como disse DNS, DC e DHCP sao simples, o DHCP tem sua opcao nativa de failover cluster entre servidores e o DC/DNS é so promover o SERVER2 e configura-lo.

    quarta-feira, 25 de outubro de 2017 18:49
  • Evilkenzera,

    A Microsoft não recomenda a utilização do AD no mesmo servidor que possui outras Roles.

    Dito isso, você pode utilizar o ISCSI e montar um cluster para atender a sua demanda. Tenha sempre em mente que deve seguir os requisitos na configuração do seu Storage ISCSI (dedicar placa de rede para o tráfego ISCSI e etc).

    O DFS é diferente de cluster, pensando somente no servidor de arquivos você pode sim configurar o outro servidor com o DFS e ter redundância para esse serviço. Porém o ideal seria ter outros Domain Controllers no seu ambiente para trazer mais confiabilidade.

    Abaixo link que pode te auxiliar na montagem do cluster:

    https://technet.microsoft.com/en-us/library/cc731844(v=ws.10).aspx


    Se foi útil, classifique. Rafael Damásio Microsoft Consulting


    quarta-feira, 25 de outubro de 2017 19:47
  • Gabriel e Rafael, bom dia, e obrigado por me responderem.

    Vamos lá: Primeiro com relação ao ISCSI, imagino que dê pra fazer storage com um HD em cada servidor, sem a necessidade de um storage a parte.

    Segundo: Com relação ao DFS, acho legal. Porém tenho uma dúvida a respeito do seu uso:

    Imagine que no Server1, tenho um disco "d:\pasta" e gostaria de replicar isso no Server2, para ficar igual "d:\pasta."

    Ao compartilhar isso na rede para os usuários, teria de acessar pelo namespace.

    Pergunto:

    Posso criar um namespace no Server1, com nome de "COMPARTILHADO", e no Server2 criar outro namespace com mesmo nome "COMPARTILHADO", para que os usuários acessem desta forma:

    \\dominio.com\COMPARTILHADO

    e se qualquer um dos servidores cair, os usuários continuem acessando essa pasta compartilhada, isso de forma transparente para o usuário?

    quinta-feira, 26 de outubro de 2017 12:32
  • Evilkenzera, Bom dia.

    Nao entendi o que voce informou sobre o ISCSI e HD nos servidores, ISCSI e uma conexao via rede com um equipamento de STORAGE na verdade nao storage necessariamente mas um ISCSI Target, no caso que voce informou sobre HDs voce teria que teoricamente, pelo Server1 2012 R2 por exemplo attachar HDs no servidores, criar um ISCSI Target Server e entao no Server2 abrir o ISCSI initiator e entao conectar-se ao "storage" do server1, mas isso seria totalmente falho para um cluster de FS visto que se o Server1 cair todos os acessos ao file server se perderam ja que o ISCSI Server estara down, leia um pouco e entenda sobre ISCSI talvez tenha se confundido.

    OBS: Um cluster so funciona com um Storage compartilhado com os dois servidores.

    https://technet.microsoft.com/en-us/library/cc753969(v=ws.11).aspx

    Agora sobre DFS recomendo tambem ver alguns tutoriais no MVA e no Youtube ou blogs da microsoft, O namespace ja e unico, ou seja, ele ja cria a alta disponibilidade para o D:\Pasta do Server1 que esta replicado no Server2, voce nao precisa criar um share nos dois servidores, voce cria tudo pelo DFS, mas para a alta disponibilidade (failover) existem diversos passos de configurações para você completar esta necessidade.

    https://blogs.technet.microsoft.com/filecab/2009/06/29/deploying-dfs-replication-on-a-windows-failover-cluster-part-i/

    http://help.globalscape.com/help/wafs4/using_microsoft_dfs_for_failover.htm

    quinta-feira, 26 de outubro de 2017 12:47
  • Bom dia amigo!

    Cara, em questão de DFS eu vejo assim e coloquei meu ambiente dessa maneira. 

    Server1 apontado para o DFS e replicando - para o Server2 que fica em outra localidade. No caso de a conexão cair entre as localidades, o acesso permanece efetivo e ao voltar a comunicação eu tenho a replica automática.

    Então, teria um \\dominio.com\namespace\compartilhado e no Server1 e Server2 a compartilhado estaria sincronizado.

    Mas, o ideal é cada serviço em um servidor diferente.

    AD, acho importante ter uma redundância também, garantindo alta disponibilidade do serviço.


    • Sugerido como Resposta Augusto R. Souza quinta-feira, 26 de outubro de 2017 12:49
    • Editado Augusto R. Souza quinta-feira, 26 de outubro de 2017 12:53 Complemento
    • Marcado como Resposta Evilkenzera quinta-feira, 26 de outubro de 2017 13:03
    quinta-feira, 26 de outubro de 2017 12:48
  • Mais uma vez, agradeço aos dois por me retornarem.

    A resposta de vocês foram esclarecedoras pra mim, e acredito que pelo que li por parte de vocês, é o DFS.

    Vou ver se consigo aqui na empresa, a compra de mais uma licença para fazer um DC a parte.

    Obrigado aos dois pelas dicas.

    Abraço!

    quinta-feira, 26 de outubro de 2017 13:02
  • Só pra complementar, pelo que pesquisei sobre DFS, para que eu tenha uma real redundância dos arquivos na rede, de forma transparente para os usuários, eu tenho de ter um servidor de DFS, pois o namespace tem de ficar em apenas 1 máquina, e se esta maquina cair, quem estiver acessando o compartilhamento pelo namespace não vai conseguir. Como não dá pra ter o mesmo nome de namespace no outro servidor, então vejo em meu entender que tem de ter um servidor de namespace. Como na imagem abaixo:

    Pra quem quiser conferir a fonte que eu pesquisei isso, segue o link abaixo:

    https://juliobattisti.com.br/artigos/windows/dfs.asp

    Abraço a todos.

    quinta-feira, 26 de outubro de 2017 13:38
  • Isso mesmo. Porem, na imagem acima o que ele demonstra é unificar pastas de servidores destintos para que o usuário vejo em um único compartilhamento. 

    O ambiente mais bacana que eu vejo, e me atendeu bastante é - um FS01 apontado para o SRVDFS replicando para o FS02. Com isso, caso o meu FS01 ou FS02 caia, é transparente para o meu usuário.

    quinta-feira, 26 de outubro de 2017 13:58
  • Então Augusto, é isso que quero e pretendo implementar.

    Valeu!

    quinta-feira, 26 de outubro de 2017 14:17