No artigo anterior vimos sobre a instalação e configuração do SCOM 2012 System Center Operations Manager 2012 - Instalação e Configuração

Neste artigo iremos conhecer as principais novidades do System Center Operations Manager 2012 (SCOM), destacando as funcionalidade da Interface, Resource Pool, Network Devices e Application Monitoring.

Uma lista completa com outros itens pode ser vista em http://technet.microsoft.com/library/hh551139.aspx


Interfaces

A tela inicial de monitoração ficou similar a atual do SCOM 2007 R2, com as views e diagramas destacados e um resumo do lado direito com as tarefas pendentes.


Nas opções de Administração nota-se de imediato o novo grupo no menu para "Network Management” que é a grande novidade junto com a opção “Resource Pools”, que falaremos mais adiante.


Dashboards

O acréscimo de Dashboards com diversos snapins, muito similar ao conceito do SharePoint, permite ter em uma única visualização com todos os componentes necessários para montar telões de monitoração em centros de comando (cockpit).

Os dois exemplos abaixo são prontos dos pacotes de monitoração, sendo o primeiro um exemplo onde temos no primeiro widget, ou quadro, temos os alertas apenas do SQL e no segundo quadro os alertas do agente como um todo:


Neste segundo exemplo usamos um dashboard mostra uma tela com 3 quadros, onde os dois de cima são contadores de performance para páginas de memória e o terceiro quadro com os dados do contador de memória livre o sistema:


Além disso é possível agora colocar os dashboards diretamente nas páginas do SharePoint com os web parts para gerar portais de fácil acesso ao invés de utilizar o console de gerenciamento do SCOM 2012. Para saber como criar esta integração, que é simples, veja na lista de referencias deste artigo.

Criando um Dashboard

O dashboard é muito fácil de ser criado, já que na verdade nada mais é do que uma divisão da tela em quadros, como já era possível criar no SCCM 2007.

O primeiro passo é utilizar o próprio console ou o SCOM Authoring para criar o objeto, como mostrado abaixo:


Na sequencia o administrador irá escolher o layout, se é um grid, colunas, nível de serviço ou sumários:


No exemplo abaixo, após escolher o template de colunas, podemos indicar quantas colunas queremos na tela:


Confirmando os dados, abaixo vemos a tela do dashboard onde temos os quadros e podemos em cada um deles colocar um diferente widget. Nesse exemplo eu poderia colocar nos quadros a lista de servidores com seu estado, lista de alertas, estados de link e contadores de performance de CPU de todos os servidores SQL Server, bastando clicar em cada um dos links Click to add widget dos quadros e escolhendo a view que cada um apresentará:


Dashboard Network Vicinity

Este é um dos dashboards embutidos que é rico em recursos por ser baseado em componentes customizados. Ele mostra as conexões de rede com cada objeto, por exemplo, se um servidor SQL é escolhido o dashboard irá mostrar todos os servidores que tem conexão a ele, bem como equipamentos de rede criando um diagrama muito interessante para visualizar o acesso a rede, bem como problemas de comunicação e todos os outros dados e tarefas pelo menu direito:


 

Resource Pool

Caso tenham em seu ambiente diversos servidores, todos eles poderão responder e receber dados dos agentes, funcionando de forma a garantir redundância.

O Resource Pool tem a função de criar este grupo de servidores de gerenciamento. No exemplo abaixo note que o servidor de gerenciamento foi adicionado a um grupo que mais tarde será utilizado como ponto de contato para gerenciamento nas regras de monitoração dos dispositivos de rede.


Network Devices

A monitoração de dispositivos de rede é primordial para gerar relatórios de monitoração de equipamentos como servidores, roteadores, storages e outros dispositivos que não sejam sistemas operacionais. Um bom exemplo desta funcionalidade é a monitoração de servidores e storages Dell no post http://www.marcelosincic.com.br/blog/post/Monitorando-Storages-EqualLogic-e-Servidores-Dell-com-o-SCOM-2007-R2-e-SCOM-2012-RC.aspx

Para monitorar os equipamentos de rede é necessário criar uma regra de discovery para que os equipamentos sejam listados, como a regra que criei abaixo. A diferença em relação ao SCOM 2007 é que antes precisamos fazer a busca um a um dos equipamentos de rede, o que demandava um grande trabalho inicial e mesmo de manutenção da lista quando um novo dispositivo de rede era acrescentado:


Como resultado, os equipamentos aparecem na lista de pendentes, como no caso do roteador abaixo.  Ao achar um dispositivo de rede com o SNMP ligado, este irá aparecer na lista Network Devices.


Para criar uma regra de pesquisa de equipamentos é necessário indicar o servidor que será utilizado para fazer a pesquisa e o servidor ou Pool (como no tópico anterior) que será utilizado para monitorar. Note que o primeiro servidor indicado é apenas para a pesquisa como descrito no texto, e o servidor/servidores de gerenciamento são os que irão monitorar e gerenciar os dispositivos SNMP:


Na sequencia será solicitado se irá especificar o equipamento ou se a pesquisa será recursiva, utilizando protocolos do equipamento indicado. O modo recursivo será útil nos casos em que desejamos procurar por um range com vários dispositivos a serem monitorados:


O passo seguinte é definir o nome da comunidade e a senha para acesso ao SNMP a partir de uma lista:


Para criar os dados do SNMP utilize o botão Create Account que abrirá um wizard como a tela a seguir onde será informado o nome da comunidade. Este item criado pode ser reaproveitado já que nas regras de descoberta o que fica é a referencia e não o nome e senha da comunidade SNMP:


Por fim, indicamos quais são os equipamentos de rede que serão monitorados informando o método de monitoração, protocolo, versão do SNMP e obviamente o nome ou IP desde dispositivo se for modo explicito ou o range se em modo recursivo:


Application Monitoring (Monitoração de Aplicações)

Este novo recurso permite monitorar aplicações IIS e .NET com uma característica muito mais apurada que apenas os componentes envolvidos como era no SCCM 2007. 


Agora a monitoração de aplicações inclui níveis mais baixos de resolução de problemas, permitindo que se saiba o nome do método de um componente que esteja gerando a lentidão ou o erro, ou até mesmo a query de banco de dados mais lenta na aplicação.

Não entraremos em detalhes neste artigo por ser um assunto extenso e dedicaremos um artigo especifico para esse recurso.

 

Conclusão e Referências

Neste artigo abordamos alguns dos novos recursos que o SCOM 2012 fornece aos administradores de rede e infraestrutura de servidores.

 

Referencias:

Microsoft PinPoint – Pacotes de Monitoração
http://pinpoint.microsoft.com/en-US/applications/search?q=management+pack

System Center 2012 – Laboratórios Virtuais
http://technet.microsoft.com/en-us/systemcenter/bb539977

Centro de Treinamento Microsoft SCOM 2007 R2
http://www.marcelosincic.com.br/blog/post/Centro-de-Treinamento-TechNete28093System-Center-Operations-Manager-2007-R2.aspx

Visualizando Dashboards com SharePoint
http://technet.microsoft.com/library/hh212924.aspx#bkmk_howtoaddtheoperationsmanagerwebparttoasharepointpage