Um requisito comum em redes de computadores é a capacidade de resolver nomes simples e com rótulo único. O uso de nomes com rótulo único possibilita ao computador acessar hosts como servidores de arquivos e da Web usando nomes curtos e fáceis de lembrar em vez dos nomes de domínio totalmente qualificados (FQDNs) que fazem parte da convenção de nomeação padrão do DNS (sistema de nomes de domínio).

 Para tornar o uso de nomes com rótulo único possível, muitas redes implantam tecnologia e servidores WINS (serviço de cadastramento na Internet do Windows) em seus ambientes. Como protocolo de resolução de nomes, o WINS é uma alternativa ao DNS. Ele é um serviço mais antigo que usa NetBIOS sobre TCP/IP (NetBT). WINS e NetBT não têm suporte para protocolos IPv6 (protocolo IP versão 6); portanto, eles estão caindo em desuso em muitas redes.

 Para ajudar os administradores de rede a migrarem para DNS para todas as resoluções de nomes, a função de Servidor DNS no Windows Server 2008 oferece suporte a uma zona especialmente nomeada, chamada GlobalNames. Ao implantar uma zona com este nome, você poderá ter os registros estáticos e globais com nomes com rótulo único, sem depender do WINS.

 Estes nomes com rótulo único geralmente se referem a registros de servidores importantes, bem conhecidos e amplamente usados — servidores que já receberam endereços IP estáticos e que são atualmente gerenciados por administradores de TI usando WINS.

 Quando a zona GlobalNames é implantada, a resolução de nomes com rótulo único por clientes funciona do seguinte modo:

1.O sufixo de DNS primário do cliente é anexado ao nome com rótulo único e a consulta é enviada ao servidor DNS.

 2.Se esse FQDN não resolver, o cliente solicita a resolução usando suas listas de pesquisa de sufixos DNS (como aquelas especificadas pela Diretiva de Grupo), se houver.

3.Se nenhum desses nomes resolver, o cliente solicita resolução usando o nome com rótulo único.

 4.Se o nome com rótulo único aparecer na zona GlobalNames, o servidor DNS que hospeda a zona resolve o nome. Caso contrário, a consulta falha no WINS.

Não são necessárias alterações no software cliente para habilitar o nome com rótulo único com este recurso.

 Para oferecer o máximo em desempenho e escalabilidade, é recomendável que a zona GlobalNames seja integrada com AD DS e que cada servidor DNS autoritativo seja configurado com uma cópia local da zona GlobalNames. A integração AD DS da zona GlobalNames é necessária para o suporte à implantação da zona GlobalNames em várias florestas.

Vamos habilitar o recurso GlobalNames:

 dnscmd <ServerName> /config /enableglobalnamessupport 1

Dica: onde Nome_do_servidor é o nome DNS ou endereço IP do servidor DNS que hospeda a zona GlobalNames. Para especificar o computador local, substitua Nome do servidor por um ponto (.), por exemplo, dnscmd . /config /enableglobalnamessupport 1.

 Após concluido abrir o gerenciador DNS, crie uma nova zona:

Selecione: Zona primária e Armazenar a zona Active Directory.

 Escolha a opção para todos os servidores DNS nesta floresta.

 Como estamos criando esta zona (especial), devemos chamá-la de GlobalName.

 Finalizado o assistente.

 Para adicionar um registro de recurso de alias (CNAME) à zona GlobalNames usando a interface do Windows.

1.Abra o Gerenciador de DNS. Para abrir o Gerenciador de DNS, clique em Iniciar, aponte para Ferramentas Administrativas e clique em DNS.

 2.Na árvore de console, clique com o botão direito do mouse na zona GlobalNames aplicável e clique em Novo Alias.

3.Em Nome do alias, digite o nome do alias.

 4.Em Nome de domínio totalmente qualificado (FQDN) para o host de destino, digite o FQDN do computador host DNS para o qual esse alias será usado.

5.Clique em OK para adicionar o novo registro à zona.

 Para adicionar um registro de recurso de alias (CNAME) à zona GlobalNames usando uma linha de comando

1.Abra um prompt de comando. Para abrir uma janela de Prompt de Comando privilegiada, clique em Iniciar, aponte para Todos os Programas, clique em Acessórios, clique com o botão direito do mouse em Prompt de Comando e clique em Executar como administrador.

 2.No prompt de comando, digite o seguinte comando e pressione ENTER:

dnscmd <ServerName> /RecordAdd GlobalNames <NodeName> [/Aging] [/OpenAcl] [<Ttl>] CNAME <HostName>|<DomainName>.

Para ver a sintaxe completa deste comando, no prompt de comando, digite o comando a seguir e pressione ENTER: dnscmd /RecordAdd /help

 Com este tutorial mostramos como utilizar o recurso Global Names do DNS server do Windows Server 2008/2008 R2.

**Este artigo foi escrito por um membro da comunidade técnica, a Microsoft não oferece quaisquer garantias sobre o conteúdo aqui descrito