Introdução

Este artigo aborda o conceito das Roles do Exchange Server 2013 Beta Preview, como este artigo faz referência a um software Beta, vale ressaltar que estas informações servem apenas para esta versão do produto.

Alguns posts na internet informaram que o Exchange Server 2013, não mas iria trazer as cinco famosas roles das versões anteriores (CAS, HUB, MAILBOX, UM e EDGE), bem isto é verdade e veremos o que mudou nestas duas versões.

Quais Roles o Exchange Server 2013 Beta Preview tem?

Nesta versão do Exchange Server 2013 teremos duas roles que estão demonstradas abaixo com suas especificações:

Client Access Server Role

O servidor Client Access Server fornece autenticação, redirecionamento e serviços de proxy para chamadas de clientes, falando neste assunto os protocolos normais de conexão continuam tendo suporte como: SMTP, HTTP, POP e IMAP.

Este servidor não mais processa dados deixando isto sob-responsabilidade da role Mailbox Server.

De todas as alterações a mais interessante é não ter mais a necessidade de conexão baseada em RPC, sendo assim ele não é mais um protocolo de conexão direto suportado. Nesta nova versão a conexão será feita baseada no RPC over Https ou Outlook Anywhere, um grande ganho com esta modificação é de não ter mais o serviço de RPC Client Access ativo no servidor com a função Client Access Server.

Não é mais necessário fornecer afinidade no serviço de acesso RPC, com a mudança citada acima os clientes não mais conectaram com o FQDN do servidor.

Como isto será feito?

Baseado no Autodiscover, o Outlook encontra um novo ponto de conexão que será Mailbox GUID + @ + Sufixo UPN, sendo assim ele localizará o servidor e fará a conexão, caso não consigam ligar o fato de que isto melhorou, pense bem, quando fazíamos uma migração e reiniciávamos um servidor Cas nas versões Exchange 2007 ou Exchange 2010, automaticamente os clientes Outlook recebiam a mensagem “Your administrator has made a change to your mailbox. Please restart”, com esta mudança na arquitetura e sem afinidade a conexão esta sendo feito com o Array e não com o servidor! Entendeu...

Não existe necessidade de manter afinidade entre o cliente e um servidor Client Access Server individualmente para conexões futuras, pois todo o processamento e transformação dos dados são feitos no servidor com a role Mailbox Server.

O Load Balancing é suportado em camada de balanceamento 4, IP mais porta TCP/UDP, continua sendo indicado a utilização de um hardware para gerenciamento do Load Balancing. Com o lançamento do Windows Server 2012 e novas ferramentas, ainda não temos a validação do time de serviços se teremos suporte de cluster sobre cluster NLB em cima de Cluster Hyper-v, quando esta informação estiver ativa, atualizaremos este artigo.

Novas Features:

  • Stateless Server – Versões anteriores do Exchange, muitas conexões com o Client Access Server tinham que ter afinidade, nesta nova versão isto não é mais necessário, dando a possibilidade de utilizar o conjunto Cas Array mais Load Balacing, sem erros ou geração de alerta nos clientes outlooks.
  • Connection Pooling – Para processar a autenticação é enviado para o servidor Mailbox Server de autenticação AuthN, no Exchange Server 2013 a conta que faz conexão entre o Servidor CAS e o Servidor Mailbox já é uma conta privilegiada sendo membro do grupo Exchange Servers, num cenário de milhares de conexões nas versões anteriores, na nova versão estas conexões são bem menores.
  • Client Access Array – Com a mudança na arquitetura o Client Access Array nada mais é do que um banco de dados de servidor que esta atrás de um ponto de conexão, cito HLB que irá gerar um IP Virtual e uma URL especifica para conexão. Num exemplo simples, vários servidores Cas podem recepcionar a solicitação de um único cliente (Proxy) mas todos convergem para o mesmo servidor Mailbox.

A arquitetura sofreu uma mudança que discutiremos nas linhas abaixo, pois um Client Access Array inclui dois componentes na solução:

The Client Access Service

As funções relativas ao

 serviço “Client Access Service”, estão demonstradas abaixo:

  • Nome unificado para prover segurança na autenticação.
  • Gerencia as conexões do cliente com o servidor Exchange.
  • Indica qual o servidor Mailbox Server correto.
  • Proxie Redirect, redireciona solicitações de plataformas legadas para seus servidores como acessos para Exchange 2007 e Exchange 2010.
  • Permite o uso de camada 4 (TCP Affinity) de roteamento.

The Front End Transport Service

As funções relativas ao serviço “Front End Transport Service”, estão demonstradas abaixo:

  • Nome unificado para prover segurança na autenticação.
  • Gerencia as conexões do cliente com o servidor Exchange.
  • Indica qual o servidor Mailbox Server correto.
  • Proxy Redirect, redireciona solicitações de plataformas legadas para seus servidores como acessos para Exchange 2007 e Exchange 2010.
  • Permite o uso de camada 4 (TCP Affinity) de roteamento

Nota:  O Exchange 2013 Preview irá trabalhar com o servidor de borda (EDGE) do Exchange Server 2010.

 

Mailbox Server Role

Esta função teve muitas modificações, além de ser o servidor que hospeda as caixas de correio e os bancos de dados de Public Folder (Sim é isto mesmo PF continua!). Este servidor também irá além das funções de Mailbox Server este ainda englobara os protocolos de acesso para cliente, serviço de transporte (HUB) e componentes de Unified Messaging.

No Exchange Server 2013 Beta Preview, a função Mailbox interage diretamente com o Active Directory com Client Access Server e com clientes. A conexão para identificação de recipientes, servers e componentes da organização é feito através de LDAP, dentro do domínio de Active Directory.

O servidor Client Access Server envia as requisições dos clientes diretamente para o servidor de Mailbox. Entre outros acessos o Client Access Server também acessa os arquivos de Catalogo (OAB) no servidor Mailbox. As informações de mensagens, disponibilidade, configuração de perfil, dados do catálogo de endereços off-line são enviadas pelo CAS entre o cliente e o Mailbox Server.

As funções que o servidor de Mailbox administrará:

  • Hospedar bancos de dados de Mailbox
  • Hospedar bancos de dados de Public Folder (PF)
  • Armazenamento de E-mails (E-mail Storage)
  • Gerenciamento de E-mail Address Policies
  • Realizar multi-mailbox searches
  • Prover Alta disponibilidade e resiliência de site
  • Gerenciamento de Políticas e gestão de armazenamento e retenção
  • Gerenciar conectividade, pois os clientes não se conectam diretamente no Mailbox Server
  • Banco de Dados do Exchange roda sobre seu próprio processo

A cada modificação nesta versão Exchange Server 2013 Beta Preview, atualizaremos este este artigo, aguardem novidades.

Até mais,
Rover Marinho
Twitter: @rovermarinho
http://rovermarinho.wordpress.com